A FORÇA DO BEM

 

A Força do Bem

 

Desejo que você tenha sensibilidade no olhar, força nas palavras e coragem em suas atitudes.
Confia em Deus e em Ti mesmo, e com certeza tudo é possível para aquele que tem fé.
 
Vera jacubowski

solidários bezerra de menezes

A Mensagem de Joanna de Ângelis

O Espiritismo é Jesus de volta!

Deixem-no impregnar o âmago dos seus sentimentos.
Abraçamos espaço para que Ele tome conta de nós e um dia possamos dizer:
Senhor, já não sou eu quem vive, és tu,
que vives dentro de mim.
E´ verdade! O mundo está muito agressivo.
As dificuldades e os desafios estiolam os nossos sentimentos.
Momentos há que nós estamos tão aturdidos, tão exauridos, que não temos para onde fugir. A única alternativa é Jesus.
Busca-Lo nos momentos amaríssimos é a solução para os problemas gravíssimos do nosso comportamento.
Aceitar, com resignação dinâmica, as dores, as vicissitudes, é a proposta que Ele nos faz, porque fora disso não há salvação.
Meus irmãos espíritas e não espíritas! Amemos juntos.
Sejamos aqueles que disputamos a honra de servir.
Que tenhamos a glória de ajudar.
No tumulto, sejamos a paz.
Na ira, a tranqüilidade.
Na agressão, a concórdia.
Jesus confia em nós.
Jesus precisa de nós, tanto quanto necessitamos dEle.
Nós falamos-Dele através da oração e Ele responde-nos por intermédio da inspiração.
Ele socorre a criatura humana através de outra criatura humana.
Que sejamos aquele a quem Ele elege para o socorro.
Digamos ao mundo que vale a pena amar, e demonstremos ao mundo que amando somos infinitamente felizes.
Mantenham-se em paz! Essa paz que somente Ele pode dar.
A única paz que vem de dentro para fora e inunda a vida de realizações plenificadoras.
Vão em paz, semeadores do futuro, construindo a era do Espírito imortal.
Que o Senhor nos abençoe e fique conosco.
São os nossos votos de companheiros espíritas, que ultrapassamos a tumba e continuamos a viver.
Muita paz!
Mensagem psicofônica recebida por Divaldo Franco, por ocasião do encerramento do seu seminário, em 25/03/2000
Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco

ascensão espiritual

 

Notas de bem viver


Por maiores sejam os obstáculos, procura doar o melhor de ti, na execução das tarefas que te cabem.
*
Se erraste, recomeça.
*
Se caíres, pensa em tua condição de criatura humana, reajusta as próprias emoções e reergue-te para caminhar adiante.
*
Desânimo, em muitos casos, é a ausência de aceitação do que ainda somos, ante a pressa de ser o que outros, pelo esforço próprio nas estradas do tempo, já conseguem ser.
*
Coragem é a força que nasce da nossa própria disposição de aprender e de servir.
*
Não te ausentes dos próprios encargos.
*
Dever cumprido é passaporte ao direito que anseias usufruir.
*
Não acredites em felicidade no campo íntimo, sem o teu próprio trabalho para construí-la.
*
Toda realização nobre se levanta na base da perseverança no bem.
*
Compadece-te dos que, porventura, te firam e, ao recordá-lo, exerce a bondade sem ressentimento.
*
Não exijas de ninguém a obrigação de seguir-te os modelos de vida e pensamento.
*
Protege as crianças, tanto quanto se te faça possível, mas não te tortures, ante a escolha dos adultos que esperam de ti o respeito às experiências deles, tanto quanto reclamas o acatamento alheio para com as tuas.
*
Distribui otimismo e simpatia.
*
Irritação não edifica.
*
Não percas tempo com lamentações inúteis, reconhecendo que há sempre alguém a quem podes beneficiar com essa ou aquela migalha de apoio e generosidade.
*
Deixa algum sinal de alegria onde passes.
*
Quando os problemas do cotidiano se te façam difíceis, ao invés de inconformação ou de azedume, usa a paciência.
*
Sempre que necessário, empenha-te a ouvir esse ou aquele assunto, com mais atenção para que possas compreender isso ou aquilo com mais segurança.
*
Lembra-te de que falando ou silenciando, sempre é possível fazer algum bem.
*
Grande entendimento demonstra a criatura que vive a própria vida do melhor modo que se faça possível, concedendo aos outros o dom de viverem a vida que lhes é própria, como melhor lhes pareça.
XAVIER, Francisco Cândido. Atenção. Pelo Espírito Emmanuel. IDE.
sensibilidade

Comentários