A VERDADE É MEU CULTO

A VERDADE É MEU CULTO

A VERDADE É MEU CULTO

A VERDADE É MEU CULTO

Vozes Do Espírito 

Deus é meu Pai. 
A Natureza é minha Mãe. 
O Universo é meu Caminho. 
A Eternidade é meu Reino. 
A Imortalidade é minha Vida. 
A Mente é meu Lar. 
O Coração é meu Templo. 
A Verdade é meu Culto.
O Amor é minha Lei. 
A Forma em si é minha Manifestação.
A Consciência é meu Guia. 
A Paz é meu Abrigo. 
A Experiência é minha Escola.
O Obstáculo é minha Lição. 
A Dificuldade é meu Estímulo. 
A Alegria é meu Cântico. 
A Dor é meu Aviso. 
A Luz é minha Realização. 
O Trabalho é minha Bênção. 
O Amigo é meu Companheiro.
O Adversário é meu Instrutor. 
O Próximo é meu Irmão. 
A Luta é minha Oportunidade. 
O Passado é minha Advertência. 
O Presente é minha Realidade. 
O Futuro é minha Promessa. 
O Equilíbrio é minha Atitude. 
A Ordem é minha Senha. 
A Beleza é meu Ideal. 
A Perfeição é meu Destino.

 

O ESPÍRITO DE VERDADE

 

Chico Xavier

A VERDADE

Eia Agora

 

“Eia agora, vós que dizeis… amanhã…” (Tiago, 4:13)
Agora é o momento decisivo para fazer o bem.
Amanhã, provavelmente…
O amigo terá desaparecido.
A dificuldade estará maior.
A moléstia terá ficado mais grave.
A ferida, possivelmente, mostrar-se-á mais crescida de extensão.
O problema talvez surja mais complicado.
A oportunidade de ajudar não se fará repetida.
A boa semente plantada agora é uma garantia da produção valiosa no porvir.
A palavra útil pronunciada sem detença, será sempre uma luz no quadro em que vives.
Se, desejas ser desculpado de alguma falta, aproxima-te agora daqueles a quem feriste e revela o teu propósito de reajustamento.
Se te propões auxiliar o companheiro, ajuda-o sem demora para que a benção de teu concurso fraterno responda às necessidades de teu irmão, com a desejável eficiência.
Não durmas sobre a possibilidade de fazer o melhor.
Não te mantenhas na expectativa inoperante, quando podes contribuir em favor da alegria e da paz.
A dádiva tardia tem gosto de fel.
“Eia agora” – diz-nos o Evangelho, na palavra apostólica.
Adiar o bem que podemos realizar é desaproveitar o tempo e furtar do Senhor.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva.
Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 119.

DEGRAUS VERA JACUBOWSKI

Comentários