A VERDADE É MEU CULTO

A VERDADE É MEU CULTO

A VERDADE É MEU CULTO

A VERDADE É MEU CULTO

Vozes Do Espírito 

Deus é meu Pai. 
A Natureza é minha Mãe. 
O Universo é meu Caminho. 
A Eternidade é meu Reino. 
A Imortalidade é minha Vida. 
A Mente é meu Lar. 
O Coração é meu Templo. 
A Verdade é meu Culto.
O Amor é minha Lei. 
A Forma em si é minha Manifestação.
A Consciência é meu Guia. 
A Paz é meu Abrigo. 
A Experiência é minha Escola.
O Obstáculo é minha Lição. 
A Dificuldade é meu Estímulo. 
A Alegria é meu Cântico. 
A Dor é meu Aviso. 
A Luz é minha Realização. 
O Trabalho é minha Bênção. 
O Amigo é meu Companheiro.
O Adversário é meu Instrutor. 
O Próximo é meu Irmão. 
A Luta é minha Oportunidade. 
O Passado é minha Advertência. 
O Presente é minha Realidade. 
O Futuro é minha Promessa. 
O Equilíbrio é minha Atitude. 
A Ordem é minha Senha. 
A Beleza é meu Ideal. 
A Perfeição é meu Destino.

 

O ESPÍRITO DE VERDADE

 

Chico Xavier

A VERDADE

Eia Agora

 

“Eia agora, vós que dizeis… amanhã…” (Tiago, 4:13)
Agora é o momento decisivo para fazer o bem.
Amanhã, provavelmente…
O amigo terá desaparecido.
A dificuldade estará maior.
A moléstia terá ficado mais grave.
A ferida, possivelmente, mostrar-se-á mais crescida de extensão.
O problema talvez surja mais complicado.
A oportunidade de ajudar não se fará repetida.
A boa semente plantada agora é uma garantia da produção valiosa no porvir.
A palavra útil pronunciada sem detença, será sempre uma luz no quadro em que vives.
Se, desejas ser desculpado de alguma falta, aproxima-te agora daqueles a quem feriste e revela o teu propósito de reajustamento.
Se te propões auxiliar o companheiro, ajuda-o sem demora para que a benção de teu concurso fraterno responda às necessidades de teu irmão, com a desejável eficiência.
Não durmas sobre a possibilidade de fazer o melhor.
Não te mantenhas na expectativa inoperante, quando podes contribuir em favor da alegria e da paz.
A dádiva tardia tem gosto de fel.
“Eia agora” – diz-nos o Evangelho, na palavra apostólica.
Adiar o bem que podemos realizar é desaproveitar o tempo e furtar do Senhor.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva.
Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 119.

DEGRAUS VERA JACUBOWSKI

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/