Bom Dia de Bençãos

ABENÇOADO SEJA SEU DIA

ABENÇOADO SEJA SEU DIA

BOM DIA PAZ e BEM

Só quem é infeliz, espalha infelicidade, destrói, magoa…portanto, que neste dia, entreguemos ao Bem nossas mãos e nosso coração, passemos por cima de nossas imperfeições, corajosamente decidindo florir belezas. Nos desviemos das atitudes inferiores de mesquinhez, falsidade e indiferença, e deixemos a alma livre, envolta no manto de uma humilde e protetora prece.

Um dia feliz e de paz.!

 

bom dia natureza

A Terapia da Esperança

 

A saúde e a qualidade de vida das pessoas estão relacionadas a muitos fatores, entre eles: hereditários, genéticos, alimentares, sedentarismo, fatores ambientais, hábitos. Mas estudos comprovam que os fatores emocionais também têm um papel fundamental na vida dos indivíduos.
Assim vemos que aqueles que tem um caráter pessimista, desesperançado estão mais propensos ao infarto.
Quanto ao câncer, alguns fatores emocionais se destacam: incapacidade de manifestar sentimentos (repressão emocional) e tendência para o pessimismo; o desânimo e o desespero em face aos problemas; depressão e ausência de um projeto de vida são fatores que favorecem o aparecimento do câncer e também no surgimento de metástases.
A pesquisadora Nancy Blandey da Universidade de Miami trabalhando com indivíduos portadores do vírus HIV constatou que aqueles que tinham um elevado nível de imunoglobulina de anticorpos (indicadores de maior infecção) eram os que se demonstravam mais retraídos, deprimidos, sem esperança. Os que eram mais aguerridos, lutadores, tinham esperança de vencer, possuíam melhores respostas ao tratamento.
A evolução pós-operatória de pacientes que notadamente não perderam a esperança e demonstram fé no futuro são claramente mais favoráveis.
Feita uma investigação em 22 pacientes com regressão espontânea de câncer, demonstrou-se três características básicas:
– aceitação da doença e decisão de lutar sem desfalecer;
– continuação normal da vida, depois da crise aguda;
– desenvolvimento de confiança, sem perder a esperança no futuro.
Cada vez mais se constata que o desespero, associado aos geradores do estresse, são considerados como fatores emocionais preponderantes no desfalecimento do sistema de defesa (imunológico) do organismo.
Diante de tantas evidências a ESPERANÇA tem se destacado como um apoio fundamental e catalisador do processo de cura e de conquista da felicidade do ser.
Hoje a ESPERANÇA é considerada como uma eficaz terapia no tratamento contra a depressão e outras doenças do corpo físico.
O que é a esperança? É uma crença emocional na possibilidade de ter resultados positivos relacionados a eventos e circunstancias da vida pessoal. Está relacionada a uma expectativa positiva, ao ato de confiança em algo ou alguém. É uma das 3 virtudes cristãs : FÉ, ESPERANÇA E CARIDADE, sendo a esperança a grande consoladora e que dá suporte às relações humanas.
Dra. Jennifer Cheavesco afirma que a esperança pode ser ensinada e desenvolvida. Portanto, é algo que se pode aprender.
Como aprender a ter esperança ou desenvolvê-la? Faz-se necessário o indivíduo sair do comodismo e começar pela identificação de objetivos para a vida, traçando meios de alcançá-los, e promovendo, periodicamente, a própria motivação.
Algumas características são necessárias: perseverança, otimismo, confiança, paciência (saber esperar), flexibilidade (conseguir se relacionar com os fatos, sem necessariamente bater de frente contra eles), substituir a ira pela compaixão e a gratidão; e não levar as coisas tão a sério (levar a vida de forma mais ‘leve’); não fazer ‘tempestade em um copo d’água’, e questionar-se: O que posso aprender com esta situação? Há outra forma de encarar isto? O que Deus quer me mostrar com isto?
Como saber se tenho esperança? “Se você sente que sabe obter o que você quer na vida, e você tem vontade para isso, então você tem esperança.” (Snyder)
A ação da esperança
EMOCIONALMENTE: produz um sentimento de consolo, tranquilidade e segurança
COMPORTAMENTAL: influi positivamente nas relações interpessoais gerando um diálogo mais espontâneo, sincero, aberto;
ESPIRITUALMENTE: a esperança é expressão de fé na vida, do entendimento de um objetivo transcendente da existência e confiança na justiça superior (divina).
Esperança raciocinada
A quarta parte de O Livro dos Espíritos nos fala das ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES, capítulo onde se entende a verdadeira justiça divina, baseada no amor e na misericórdia de Deus.
Com o entendimento espírita tudo na vida ganha um sentido: os sofrimentos, as dificuldades, as doenças, as perdas, as diferenças sociais, culturais e econômicas… também as alegrias, os prazeres, a felicidade, os objetivos, as relações humanas, ganham um novo olhar.
A reencarnação, junto com a lei de causa e efeito e a lei de evolução explica racionalmente a justiça divina. Ninguém é privilegiado ou prejudicado por Deus. Somos seres autoconstrutores e herdeiros das nossas próprias ações, fadados à evolução, sujeitos às leis sabias e justas. O que sou hoje é resultado das minhas ações no passado e o que serei amanhã será resultado do que edifico hoje. Isto nos faz crer no grande potencial existente dentro de nós, capaz de superar qualquer adversidade, que nada mais são do que uma das formas de resgate e aprendizado no método educacional divino.
Em O Evangelho segundo o Espiritismo, no capítulo 19, entendemos que a esperança, assim como a caridade, são resultantes da fé. Fé quer dizer fidelidade, confiança. Somente a fé raciocinada é inabalável, pois está embasada na razão e não em fantasias, desejos ou dogmas. Assim como a esperança inabalável está embasada na fé raciocinada. Portanto, fé e esperança não são somente condições religiosas, mas alicerces emocionais conquistados com muita meditação, estudo e reflexão.
A esperança é o remédio eficaz para suportar o sofrimento, enfrentar a dor e encarar a morte com serenidade. Quem a possui tem força para superar qualquer situação e cria condições favoráveis para construir uma vida feliz e saudável.

Luis Roberto Scholl

1. KARDEC, Allan.O Livro dos Espíritos. Rio de Janeiro: FEB

2. O Evangelho segundo o Espiritismo. Rio de Janeiro: FEB

bom dia flores mil

Fielmente

 

“O bem e mal que fazemos decorrem das qualidades que possuímos. Não fazer o bem quando podemos é, portanto, o resultado de uma imperfeição. Se toda imperfeição é fonte de sofrimento, o Espírito deve sofrer não somente pelo mal que fez como pelo bem que deixou de fazer na vida terrestre.”
O CÉU E O INFERNO 1ª parte – Capítulo 7º – Item 6.
Cônscio das lutas reservadas aos fiéis trabalhadores da sementeira evangélica, Jesus foi definitivo: “No mundo – disse Ele – só tereis aflições”.
Comparava o Senhor a caminhada cristã ao ingente trabalho sobre a gleba humilde e boa, para a aquisição do pão.
Aqueles que desejassem serenidade antes da sementeira e bênção antes do merecimento, certamente veriam com desencanto a terra cobrir-se de cardo e urze perdendo o tempo e a oportunidade. E, se repousam prematuramente, reservam ingentes lutas para a própria subsistência no futuro.
No entanto, cientificados da necessidade de laborar, se se dispusessem a aprofundar sulcos, vergastando abismos para que os grãos atingissem a madre interna do solo, sofreriam o acúleo, a tormenta, a canícula e o cansaço, banhando-se de suor, mas de olhos fitos no chão coberto de vegetação e nos dedos do arvoredo, amparados pelos frutos.
Não se revoltariam por lutar nem se deixariam abater se a terra lhes negasse as primeiras dádivas, na colheita.
Pelo tirocínio, o homem sabe que, plantando, a produção advirá se os requisitos necessários forem observados e o trabalho for desenvolvido dentro das injunções tecnológicas.
É compreensível, portanto, o não haver lugar no mundo dos negócios nem dos prazeres para os lídimos cristãos. Não têm eles a pretensão de receber enflorescência antes da sementeira nem se podem candidatar à colheita enquanto a terra coberta de urze se consome na inutilidade. Sabem que o tempo desperdiçado na inoperância é abuso da fortuna do Senhor e é roubo à atividade da vida.
Por essa razão, sofrem.
Quanto mais se deixam absorver pela luta fastidiosa, sob o sol causticante, mais se lhe acentuam as rugas da dor, mais se aprofundam as feridas das mãos, mais se avoluma o cansaço sobre as costas. Porque o trabalhador fiel não se detém a reclamar nem a exigir: ele sabe que há tempo para semear como há tempo para colher.
Espíritas! Serviço cristão é sofrimento, porta de serviço para a renovação de si mesmo, estrada longa a percorrer sítios difíceis a transpor!
Náufragos não têm condições de escolher batéis salva-vidas; presidiários não podem escolher sítios para a liberdade; déspotas, no ofício da reparação, não dispõem de credenciais para as tarefas a executar.
A tua é a acre-doce luta da transformação interior.
Muitas vezes o vinagre da ingratidão ser-te-á o tônico de reconforto sob a canícula solar.
A mão espalmada do “vingador” sobre ti representará a cobrança da dívida adiada, que não podes reclamar; o desprezo, em forma de escárnio traduzirá o apelo-convite à humanidade que não pode ser desconsiderada.
E a solidão, originária nas vergastadas e no abandono te conduzirá à trilha por onde chegarás ao porto da espiritualidade maior.
Ninguém guarde, por enquanto, coroas brilhantes para a cabeça nem se iluda com os ouropéis mentirosos que enganam o tempo.
Tapetes estendidos para os teus pés podem esconder abismos, como muitas pinturas brilhantes disfarçam manchas e escabrosidades…
Tua tarefa é de sublimação interior no dia-a-dia. Para quem sabe discernir cada dia guarda uma lição; cada lição é mensagem de experiência; cada experiência significa aprendizado; cada aprendizado representa bênção e cada bênção traduz oportunidade evolutiva.
Aproveita, assim, as ensanchas que te surgem mesmo com as suas carregadas tintas e aprende a silenciar a ofensa, a desculpar o ultraje, a esquecer a malquerença, pontificando no bem infatigável sob chuvas de granizo ou vapores terrificantes de calor. Não pretendas melhor dádiva do que aquela com que foi aquinhoado o Mestre a quem serves, que, vendido, açoitado, escarnecido, e plantado numa cruz, ainda foi constrangido pela dúvida de Tomé, companheiro desatento que estava ausente…
E, se duvidam de ti – bendize ao Senhor; se zombam de ti – confia no Senhor; se te abandonam – busca o Senhor que recebeu por companheiros, à hora extrema, dois criminosos que a penologia atual, embora não os levasse à cruz, daria a cela úmida e imunda do presídio a fim de cerceá-los do convívio social em nome da ética e dos direitos legais da Sociedade.

 

FRANCO, Divaldo Pereira. Espírito e Vida. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. LEAL. Capítulo 44.

BOM DIA CHEIO DE PAZ

Tópicos do Auxílio Espiritual

I
Irmãos Devotados, amigos espirituais então cooperando na Vida Maior em benefício de nossa paz!
Confiemos nas Bênçãos Divina.
II
Prossigamos no caminho da elevação, buscando sempre a bênção e o amparo de Jesus. Os Benfeitores da Vida Maior cooperarão em favor de todos nós.
III
Amigos espirituais de sempre auxiliam-nos na manutenção das forças de nossa fé para o êxito nos testes de calma e serenidade, paciência e compreensão a que tenhamos sido chamados.
Com fé viva em Deus e em nós mesmos, sigamos adiante, hoje e sempre.
IV
Abençoemos e amemos sempre! Diversos Amigos do Plano Maior tem fortalecido as nossas energias para a superação das dificuldades no capitulo da compreensão integral da nossa necessidade de aceitação das experiências indispensáveis da vida.
Todos os nossos pensamentos de paz e esperança alcançam os entes queridos à distância, e estejamos na certeza de que não há semente de amor sem germinação no solo do tempo. Que o Senhor nos fortaleça e dirija.
V
Nossos irmãos em provação prosseguem com a assistência de vários amigos no estudo e na solução de vários problemas de suas lutas redentoras.
VI
Cada noite, consagremos um trecho do tempo às nossas preces particulares, sempre que possível à mesma hora, porquanto, assim, receberemos mais amplo auxílio espiritual à renovação das próprias forças.
O caminho é, por vezes, escuro e pedregoso, mas Jesus vence as trevas e os obstáculos, orientando-nos na jornada.
Guardemos os nossos sentimentos na confiança segura em Deus.
VII
Confiemos na bênção do Senhor que nos sustenta na travessia das provas necessárias.
Estamos, nós, os amigos do outro plano da Vida, a postos, e confiamos no amparo de Jesus, em benefício de todos.
Que o Senhor nos sustente e fortaleça!
VIII
Quando possível, simplifique as preocupações e ajude-se através da serenidade que lhe facultará a sustentação do refazimento físico.
Cada noite, faça o culto rápido da oração e medite os nossos princípios espíritas. Receberá nessas ocasiões a cooperação mais direta dos Benfeitores que lhe assistem os passos.
IX
Nossos queridos companheiros da esfera física prosseguem sob o amparo espiritual de que necessitam, dentro de todas as possibilidades espirituais de auxílio ao nosso alcance.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Apelos Cristãos. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. UEM.

BOM DIA AMOR DE DEUS

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/