Bem-Te-Vi Bom Dia

Bem-Te-Vi Bom Dia !

Bem-Te-Vi Bom Dia

Bem-Te-Vi Bom Dia !

 

“Viva o presente, esqueça os acontecimentos
ruins do passado…
Se ficar relembrando, certamente viverá
novamente a mesma situação…
O que passou… passou…
O passado sempre nos traz uma lição,
o presente é uma escola,
nos convidando para ingressar.”

 

Muita paz!

busca da luz vera jacubowski

ser feliz

REVIVER PARA APRENDER A VIVER

 

Apesar dos dias passarem rapidamente, fica a sensação de que na
verdade eles se repetem.
Acorda-se, vive-se a rotina das preparações para trabalho, estudo,
afazeres domésticos, dos hábitos de higiene e alimentação, e o
desenvolvimento de tantas outras atividades que compõem essa vivência
diária.
Ao findar-se o dia regressa-se ao lar. Vive-se então momento de
descontração, descanso, hábitos de higiene e alimentação, resolução de
pendências (tarefas, trabalhos extra, etc.) e a preparação para uma
noite de repouso.
Diante desse cenário podemos concluir que nossa existência é um
eterno reviver de atitudes e hábitos.
Seria esse pensamento correto?
Mas o que seria viver então? Seria um reviver eterno?
E onde se encaixaria nesse reviver o aprendizado?
O avaliar ações, comportamentos?
E o estar com Deus através de um diálogo constante?
Onde estaria o sentido maior de tudo?
O homem carrega consigo conceitos equivocados do que seja Viver e
Reviver, como se a cada existência tivesse que se limitar a repetir atos
mecanicamente, como se não pudesse pensar, plasmar e criar, ou melhor,
cocriar com o Pai, aqui nesta grande Teia da Vida, estabelecendo novas
relações, refazendo conceitos, eliminando o que não se faz mais
necessário, liberando espaço para um aprendizado mais profundo.
Os questionamentos são necessários, pois eles expandem a
inteligência, a percepção e a visão.
Já não existe mais a limitação de se viver a rotina, mas a busca por
sentidos novos, um entendimento maior e mais profundo de si mesmo. É
nesse exato momento que se tem a percepção da busca que se faz mais que
urgente da centelha divina que habita em cada um.
Era de se esperar que essa busca e esse encontro de si mesmo viessem
acompanhados de imensa alegria, mas muitas vezes vem acompanhado de dor.
Dor pela descoberta de um “eu” que jamais ousaríamos supor existir.
Mas essa dor não é em vão, pois é através dela que as máscaras são
retiradas e o processo de cura e amadurecimento tem início.
O Reviver entendido dessa forma nos leva a certeza e que o resgate
do “eu divino” em cada ser, faz com que todos sejamos Um no Pai.
Viver então pode ser entendido como sendo a coragem de assumir esse
eu divino, mesmo que ele ainda esteja encoberto de lama, de miasmas
construídos ao longo das existências, onde se relegou o Amor.
Convido-os a mergulharem nessa aventura de Reviver para aprender a
Viver.
Pois é dela que vem o nosso amadurecimento espiritual. Ou como
ultimamente costumam chamar da Inteligência Espiritual.
E assim encontrarão a regeneração que já está disponível a todos os
seres vivos da Terra.
Coragem e perseverança nessa caminhada de conhecimento.
As bênçãos de Maria para nos iluminar e continuar abrindo os
caminhos para nossa caravana do bem.
Médium Lúcia. (Casa Virtual Luz Espírita)
Espírito: Irmão Matheus. (Colônia Espiritual Maria de Nazaré)

bom dia pessoa

REVIVER PARA APRENDER A VIVER

 

Mensagem: Irmão Matheus.
Médium: Lúcia.

 

Interpretação: Adriana Da Leve.

 

Como toda interpretação, para que fique bem entendida, devemos começar analisando o cenário. E o cenário que Mateus descreve, nos 4 primeiros parágrafos é a vida terrena.
Observamos uma série de regras e ordens às quais nos foram ensinadas a partir do momento que somos inseridos em uma família, a menor célula de uma sociedade, que dita uma cultura que atravessa milênios. Mateus descreve nossas prioridades, nossas necessidades e nossos amores. Nos mostra a sinfonia de um mundo automático que vivemos sem nos dar conta.
Na sequência, Mateus nos questiona sobre este comportamento. Busca nos induzir a desligar o piloto automático e analisar se continua certa a forma de agir descrita no cenário.
Instiga-nos a procurar um significado para Viver. Vai além, deixa claro que além de vivermos um ciclo automático, voltamos e revivemos os mesmos cenários.
O Objetivo com a mensagem Reviver para Aprender a Viver é nos explicar que estamos vivendo, já, uma nova era. Nesta era o automatismo não tem mais lugar, precisamos mudar conceitos, criar novos valores e reformular nosso plano de ação para a estadia terrena. Nosso indicador aqui é o Aprendizado para mudarmos o cenário. Fica claro que revivemos as mesmas experiências com novos cenários enquanto não aprendemos.
Cada novo ciclo, novas experiências, novos personagens. Assim o que é do passado fica no passado, precisamos desenvolver o desapego, o amor e a gratidão pela vivência que tivemos.
Nesta nova era precisamos aprender a questionar mais antes de executar, aferir nossa percepção, buscar valores do espírito.
Com menos piloto automático e mais percepção e busca de aprendizado vamos tomar a vida em nossas mãos, nos libertar do lixo energético que geramos há milênios e desabrochar a centelha divina que habita em nós. Teremos coragem de deixar nossas máscaras irem ao chão, construindo o homem o novo.
Joana De Angelis nos explica que já estamos saindo da infância psicológica. Estamos deixando para traz a era do ser fisiológico, guiado pelo instinto e emoções para entrar na era do ser psicológico, guiado pelo pensamento, pelo questionamento e pela construção dos valores espirituais. É disto que Mateus está falando, enquanto crianças espirituais
cabiam o comportamento de crianças. Agora, em um mundo de regeneração, nos cabe comportamento de adultos, que usa a inteligência para pensar, questionar, aprender e assumir suas escolhas.
Assim temos a certeza que o mundo de regeneração já está presente, nós que ainda não nos fizemos presente nele.
Fica o convite: Vamos assumir este mundo de regeneração dentro de nós?
13.09.2016

feliz semana

Zelo do Bem

 

 

“E qual é aquele que vos fará mal, se fordes zelosos do bem?” – (I PEDRO, capítulo 3, versículo 13.)
Temer os que praticam o mal é demonstrar que o bem ainda não se nos radicou na alma convenientemente.
A interrogação de Pedro reveste-se de enorme sentido.
Se existe sólido propósito do bem nos teus caminhos, se és cuidadoso em sua prática, quem mobilizará tamanho poder para anular as edificações de Deus?
O problema reside, entretanto, na necessidade de entendimento. Somos ainda incapazes de examinar todos os aspectos de uma questão, todos os contornos de uma paisagem. O que hoje nos parece a felicidade real pode ser amanhã cruel desengano. Nossos desejos humanos modificam-se aos jorros purificadores da fonte evolutiva. Urge, pois, afeiçoarmo-nos à Lei Divina, refletir-lhe os princípios sagrados e submeter-nos aos Superiores Desígnios, trabalhando incessantemente para o bem, onde estivermos.
Os melindres pessoais, as falsas necessidades, os preconceitos cristalizados, operam muita vez a cegueira do espírito. Procedem daí imensos desastres para todos os que guardam a intenção de bem fazer, dando ouvidos, porém, ao personalismo inferior.
Quem cultiva a obediência ao Pai, no coração, sabe encontrar as oportunidades de construir com o seu amor.
Os que alcançam, portanto, a compreensão legítima não podem temer o mal. Nunca se perdem na secura da exigência nem nos desvios do sentimentalismo. Para essas almas, que encontraram no íntimo de si próprias o prazer de servir sem indagar, os insucessos, as provas, as enfermidades e os obstáculos são simplesmente novas decisões das Forças Divinas, relativamente à tarefa que lhes dizem respeito, destinadas a conduzi-las para a vida maior.
XAVIER, Francisco Cândido. Caminho, Verdade e Vida. Pelo Espírito Emmanuel. 28.ed. Brasília: FEB, 2009. Capítulo 173.

bem te vi

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/