Olhe com Mais Atenção - Bom dia

Olhe com Mais Atenção – Bom dia

BOM DIA

Olhe com Mais Atenção – Bom dia

 

“Nesse dia, olhe com mais atenção para você, pra dentro de você.
Pra todo esse complexo universo que é você e arrume a “casa”.
Delicadamente arraste os velhos conceitos, dispondo-os de uma forma ousada, espane as empoeiradas ideias, revelando novas possibilidades, cuidadosamente selecione prioridades e descarte futilidades.
Há tempo pra tudo, e que hoje seja tempo de RENOVAÇÃO.
Tempo de se dar abrigo, de merecer amor próprio.”

 

Muita paz e Bem.!

injustiça e injustiçado

Rotulagem

 

“Mas quem não possui o espírito do Cristo, esse não é dele” Paulo (Romanos, 8:9)
A rotulagem não tranquiliza.
Procuremos a essência.
Há louvores em memória do Cristo, em muitos estandartes que estimulam a animosidade entre irmãos.
Há símbolos do Cristo, em numerosos tribunais, que, em muitas ocasiões, apenas exaltam a injustiça.
Há preciosas referências ao Cristo, em vozes altamente categorizadas da cultura terrestre, que, em nome do Evangelho, procuram estender a miséria e a ignorância.
Há juramentos por Cristo, através de conversações que constituem vastos corredores na direção das trevas.
Há invocações verbais ao Cristo, em operações puramente comerciais, que são escuros atentados à harmonia da consciência.
Meditemos na extensão de nossos deveres morais, no círculo das responsabilidades que abraçamos com a fé cristã.
Jesus permanece em imagens, cartazes, bandeiras, medalhas, adornos, cânticos, poemas, narrativas, discursos, sermões, estudos e contendas, mas isso é muito pouco se lhe não possuímos o ensinamento vivo, na consciência e no coração.
É sempre fácil externar entusiasmo e convicção, votos brilhantes e frases bem-feitas.
Acautelemo-nos, porém, contra o perigo da simples rotulagem. Com o apóstolo, não nos esqueçamos de que, se não possuímos o espírito do Cristo, dele nos achamos ainda consideravelmente distantes.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva. Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 170.

anjo amigo

Balizas Delimitadoras

 

Quando a amizade unir as criaturas com desinteresse, as paixões desgastantes cederão lugar ao júbilo espontâneo.
Quando a solidariedade mantiver os homens sinceramente interessados no bem, a guerra abandonará os povos e a paz dominará os corações.
Quando o amor lubrificar os sentimentos humanos, o ódio deixará de ser ferrugem destruidora nas engrenagens da vida.
Quando a caridade tomar sobre os ombros as dores dos indivíduos, então se estabelecerá, na Terra, o “Reino de Deus”.
Quando os seres sencientes se derem conta de que, somente através da própria transformação moral para melhor, a existência física tem sentido, desaparecerão a loucura e o suicídio dos quadros sociais e morais do planeta.
*
O homem tem como destinação evolutiva a libertação das sombras teimosas que lhe impedem a clara visão do processo santificante.
A aquisição da consciência faculta-lhe compreender os valores que escravizam e aqueloutros que emulam à felicidade.
Diante dos conflitos decorrentes, com sabedoria ele elege os fatores positivos e entrega-se ao esforço de incorporá-los à sua vivência, desse modo avançando sem tropeço para lograr o objetivo à frente.
Enquanto esta decisão não seja tomada, os altibaixos emocionais constituem-lhe a áspera prova que terá de vencer mediante a dedicação integral.
Indecisão é fraqueza moral a soldo da irresponsabilidade.
Definir rumo, vencer distância, avançar com estoicismo, eis as formas de adquirir os títulos de enobrecimento, para cuja finalidade se encontra o homem reencarnado no planeta.
*
“Granjeia amigos com as riquezas da injustiça” — propôs Jesus.
Sê companheiro do necessitado que renteia contigo, repartindo com ele pão, paz e iluminação.
Ama, indiscriminadamente, irradiando esse nobre sentimento que concede elevação ao ser.
Torna-te as mãos da caridade em ação e estarás contribuindo para o mundo melhor de amanhã, cujas balizas devem ser colocadas desde hoje, na condição de marcos delimitadores do que eras ontem, do que és hoje e do que serás amanhã.

 

FRANCO, Divaldo Pereira. Momentos de Felicidade. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. 4.ed. LEAL, 2011. Capítulo 16.

bom dia acorde

Recorre à Meditação

 

O homem que busca a realização pessoal, inevitavelmente é impelido à interiorização.
Seu pensamento deve manter firmeza no ideal que o fascina, e a fé de que logrará o êxito impulsiona-o a não intimidar-se diante dos impedimentos que o assaltam na execução do programa ao qual se propõe.
A meditação torna-se-lhe o meio eficaz para disciplinar a vontade, exercitando a paciência com que vencerá cada dia as tendências inferiores nas quais se agrilhoa.
*
Meditar é uma necessidade imperiosa que se impõe antes de qualquer realização.
Com esta atitude acalma-se a emoção e aclara-se o discernimento, harmonizando-se os sentimentos.
Não se torna indispensável que haja uma alienação, em fuga dos compromissos que lhe cumpre atender, face às responsabilidades humanas e sociais. Mas, que reserve alguns espaços mentais e de tempo, a fim de lograr o cometimento.
*
Começa o teu treinamento, meditando diariamente num pensamento do Cristo, fixando-o pela repetição e aplicando-o na conduta através da ação.
Aumenta, a pouco e pouco, o tempo que lhe dediques, treinando o inquieto corcel mental e aquietando o corpo desacostumado.
Sensações e continuados comichões que surgem, atende-os com calma, a mente ligada à idéia central, até conseguires superá-los.
A meditação deve ser atenta, mas não tensa, rígida.
Concentra-te, assentado comodamente, não, porém, o suficiente para amolentar-te e conduzir-te ao sono.
Envida esforços para vencer os desejos inferiores e as más inclinações.
Escolhe um lugar asseado, agradável, se possível, que se te faça habitual, enriquecendo-lhe a psicosfera com a qualidade superior dos teus anelos.
Reserva-te uma hora calma, em que estejas repousado.
Invade o desconhecido país da tua mente, a princípio reflexionando sem censurar, nem julgar, qual observador equilibrado diante de acontecimentos que não pode evitar.
Respira, calmamente, sentindo o ar que te abençoa a vida.
Procura a companhia de pessoas moralmente sadias e sábias, que te harmonizem.
Dias haverá mais difíceis para o exercício. O treinamento, entretanto, se responsabilizará pelos resultados eficazes.
Não lutes contra os pensamentos. Conquista-os com paciência.
Tão natural se te tornará a realização que, diante de qualquer desafio ou problema, serás conduzido à idéia predominante em ti, portanto, a de tranqüilidade, de discernimento.
*
Gandhi jejuava em paz, por vários dias, sem sofrer distúrbios mentais, porque se habituara à meditação, à qual se entregava nessas oportunidades.
E Jesus, durante os quarenta dias de jejum, manteve-se em ligação como Pai, prenunciando o testemunho no Getsémani, quando entregue, em meditação profunda, na qual orava, deixou-se arrastar pelas mãos da injustiça, para o grande testemunho que viera oferecer à Humanidade.

 

FRANCO, Divaldo Pereira. Momentos de Meditação. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. LEAL. Capítulo 1.

paisagem montanha e lagoa
felicidade e alegrias

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/