Conhecimento na Vivência Diária

Conhecimento

Vivência Diária

 

Aplicar o conhecimento na vivência diária é o objetivo essencial para tornar a existência, mais dinâmica e rica de valores emocionais.

 

Vera Jacubowski

conquista da paz

Vivência Espírita

 

No dia 29 de agosto de 1831, há 183 anos, reencarnava no Ceará, Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti. Durante a sua vida na Terra, foi médico e político honrado, trabalhando pelo bem de muitos, sem ostentação.
Já adulto, deixando a carreira de político dedicado e generoso, abraçou a doutrina espírita e foi peça fundamental na divulgação do movimento espírita no Brasil, principalmente a partir de 1882. Como espírito desencarnado, continua trabalhando incansavelmente, assistindo aos que sofrem, nesse planeta.
Para uma singela homenagem, lembramos um texto de Dr. Bezerra psicografado por Divaldo Franco, por volta de 1975, com conteúdo mais atual do que nunca! Espíritas, vamos vivenciar o evangelho de Jesus em sua plenitude!
VIVÊNCIA ESPÍRITA*
O correto exercício do Espiritismo como condição basilar para o equilíbrio pessoal impõe valiosas regras de comportamento moral e espiritual, que não podem ser relegadas ao abandono sob qualquer pretexto, pois que o desconsiderá-las incidiria em grave erro, cujas consequências padeceria o candidato à vida sadia, como distonias de várias formas e lamentáveis processos de enfermidades outras de erradicação difícil.
Não sendo o homem senão um espírito em árdua ascensão, empreendendo valiosos esforços, que não podem permanecer subestimados para lograr a renovação almejada, a vivência espírita é-lhe terapêutica salutar para as anteriores afecções físicas e psíquicas que imprimiu nos tecidos sutis do perispírito e agora surgem como dolorosos desaires… Simultaneamente é preventivo para futuras sequelas, vindouros contágios que lhe cabe evitar, na condição de ser inteligente, zeloso da própria paz.
Conquanto as naturais tendências para a reincidência nos equívocos a que se vê inconscientemente atado, dispõe, com o conhecimento revelador dos elevados objetivos da vida, dos recursos liberativos e das técnicas prodigalizantes de equilíbrio, que, utilizadas, constituem o estado ideal que todos buscamos e que está ao alcance do nosso desdobramento de atividades.
Para tal cometimento – o da harmonia – o código moral do Evangelho perfeitamente redivivo no conteúdo doutrinário da Revelação Kardequiana tem a primazia de aplicação.
Não bastam as tentativas de adaptação ao programa evangélico nem tampouco os palavrórios candentes e apaixonados, se não for buscada a atualização da ética espírita, portanto cristã, incorporada aos atos do quotidiano, a fim de atingir a comunidade , de modo a contribuir, cooperar para a mudança do clima de inquietações e dores generalizadas, ora vigente, ásperos processos que o próprio homem estatui para a purgação compulsória dos males que cria, em esfera de agonia cruenta, loucura avassaladora.
Buscando anestesiar os sentidos nos gozos embriagadores e aniquilar a personalidade tumultuada no tóxico das fugas espetaculares pelo uso indiscriminado dos alucinógenos, mais se entorpece e vicia, descendo a cada dia a mais sombrias instâncias da dor, onde, por certo, padecerá maior soma de tormentos e agruras…
Ao espiritista, bafejado pela sublime iluminação da Imortalidade, cabe o indeclinável sacerdócio do amor, de produzir emoções superiores onde se encontre, com quem esteja, consoante seja convocado à ação direta.
A fim de consegui-lo amanhã, indispensável imantar-se de amor e de esparzir confiança na vitória do amor, na ingente luta em que nos encontramos, a fim de que o aparente mal dos maus não consiga descaracterizar os lídimos postulados do Cordeiro de Deus, que abraçamos e divulgamos em nome de nova ética , a espírita, que no entanto traz a mesma diretriz moral que há vinte séculos apareceu num estábulo, consubstanciou-se numa vida e não pôde ser extinta numa Cruz.

 

Bezerra de Menezes
* Menezes, Bezerra de (Espírito). In: DEPOIMENTOS vivos [de] diversos autores espirituais. Psicografado por Divaldo P. Franco. Salvador (Bahia): Alvorada, 1975. p. 75-76.

viajar santo agostinho

amparo

Abençoa e Passa

 

Não basta recear a violência.
É preciso algo fazer para erradicá-la.
*
Indubitavelmente, as medidas de repressão, mantidas pelos dispositivos legais do mundo, são recursos que a limitam, entretanto, nós todos, – os espíritos encarnados e desencarnados, – com vínculos na Terra, podemos colaborar na solução do problema.
*
Compadeçamo-nos dos irmãos envolvidos nas sombras da delinquência, a fim de que se nos inclinem os sentimentos para a indulgência e para a compreensão.
*
Tanto quanto puderes, não participes de boatos ou de julgamentos precipitados, em torno de situações e pessoas.
*
Silencia ante quaisquer palavras agressivas que te forem dirigidas, onde estejas, e segue adiante, buscando o endereço das próprias obrigações.
*
Não eleves o tom de voz, entremostrando superioridade, à frente dos outros.
*
Não te entregues à manifestações de azedume e revolta, mesmo quando sintas, por dentro da própria alma, o gosto amargo dessa ou daquela desilusão.
*
Respeita a carência alheia e não provoques os irmãos ignorantes ou infelizes com a exibição das disponibilidades que os Desígnios Divinos te confiaram para determinadas aplicações louváveis e justas.
*
Ao invés de criticar, procura o lado melhor das criaturas e das ocorrências, de modo a construíres o bem, onde estiveres.
*
Auxilia para a elevação, abençoando sempre.
*
Lembra-te: o morrão aceso é capaz de gerar incêndios calamitosos e, às vezes, num gesto infeliz de nossa parte, pode suscitar nos outros as piores reações de vandalismo e destruição.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Atenção. Pelo Espírito Emmanuel. IDE.

o bem gandhi

O que é felicidade ?

 

Felicidade é bem-estar.
Felicidade é sentir-se em paz.
Felicidade é consciência tranquila.
Mas antes de tudo, felicidade é
falar, agir e exemplificar com amor. 

 

Vera Jacubowski

o que é felicidade vera jacubowski

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/