A DOR NA VISÃO ESPÍRITA

545252

REMÉDIO EFICAZ

A dor é o remédio mais eficaz para as doenças da alma.
 
Vera Jacubowski

união

SENTIMENTOS E EMOÇÕES

Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem. Paulo (Romanos, 12:21)
Educa, filho meu, os teus sentimentos e as tuas emoções para que consigas agir na vida de modo mais brando, sem te entregares a atitudes desvairadas que, de alguma forma, possam demonstrar desequilíbrio interior.
Canaliza os teus sentimentos pela fonte do amor, a fim de que, em sintonia com os bons pensamentos, eles possam levar-te a realizar algo de concreto em favor do bem do próximo.
Sentimentos de tristeza geram atitudes negativas de egoísmo ou de insulamento.
Sentimentos de alegria tornam a vida mais amena, levando-te a agir com bondade perante aqueles que te cercam.
Controlando as tuas emoções, não te entregarás a atitudes perigosas e extremistas e que te levem a agir sem pensar. Controlar, porém, não significa reprimir e sim, educar, para não retribuíres o mal com o mal, com manifestações de ódio ou desejos de vingança.
É natural que todos nós externemos as nossas emoções diante das situações inusitadas da vida. Porém, se soubermos educá-las, jamais permitiremos que as nossas emoções nos levem a praticar atos inconsequentes e dos quais possa gerar algum remorso.
Emoções negativas e desequilibradas revelam embrutecimento da alma.
Contudo, emocionar-se perante acontecimentos dolorosos na vida de outros irmãos ou diante de pequeninos gestos de amor que nos sensibilizem o coração, demonstra crescimento interior.
Unindo os bons pensamentos às emoções construtivas, muito poderemos realizar no campo do bem, permitindo-nos levar alegria, paz e esperança aos corações aflitos e desiludidos.
E, relembrando o Apóstolo Paulo, Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem, faze com que os teus sentimentos e emoções se transformem em realizações belas e nobres e que te engrandeçam aos olhos do Mestre Jesus.
Irmã Maria do Rosário Médium: Lucia Cominatto

kardec jesus

TERNURA E PAZ
Quando te sentires em abandono, sorvendo a taça da solidão à borda do desespero, entrega-te ao Mestre e Ele te fará companhia, repletando-te de ternura e de paz.
Joanna de Ângelis/ Divaldo Franco

VOCÊ SABIA?

UM CORPO MUTILADO…

Uma criança foi levada ao Chico Xavier porque os médicos tinham indicado a amputação das pernas. A mãe perguntou:
– Chico, o que é que eu faço?
E o Chico disse:
– Siga a orientação dos médicos.
Os amigos que acompanharam aquele atendimento perguntaram:
– Mas, Chico, como é que pode uma criança ter as pernas amputadas? Ela já não tem braços, é cega, muda e surda. Qual a vantagem dessa encarnação?
– O Chico explicou:
– Os espíritos amigos me disseram que a mãe deveria seguir as orientações médicas porque o espírito que habita este corpo mutilado, nas últimas 10 encarnações, se suicidou. E antes de encarnar, ele rogou a misericórdia divina para que impedisse por todos os modos que ele cometesse o suicídio novamente. Embora ele não tenha os braços, não ouça, não fale e não enxergue, ele está pensando em ir caminhando procurar uma ponte para se jogar. A gangrena veio como a misericórdia divina para que na próxima encarnação ele viesse com menos débito e começasse a caminhar para a recuperação espiritual.
Apontamentos:
I
A reencarnação é o retorno do Espírito a um novo corpo físico, por meio dela se faz a Justiça de Deus, pois Ele nos dá novas oportunidades de aprendermos e resgatarmos os nossos erros.
II
Deus não castiga. O Espírito sofre pelo mal que ele praticou nessa ou em outras vidas. “A cada um segundo suas obras” (Mateus, 16:27)
III
Ao reencarnarmos transportamos para o novo corpo de carne as deficiências do corpo espiritual cuja harmonia desajustamos.
IV
Aquele que cometeu suicídio em outras vidas, pode em uma próxima existência, sentir estímulos suicidas e desejar repetir o gesto infeliz.Portanto é importante que o espírito busque o conhecimento e a fortaleza moral para criar maiores resistências e não fracassar novamente.
V.
Aqueles que se acham renovados pelo processo da redenção moral, aqueles que conseguiram romper as amarras do passado, pelo Bem que fizeram, naturalmente minimizaram as consequências do Mal que realizaram, e pela Justiça Indefectível são poupados, estão excluídos do débito pelo Bem que fizeram, total ou parcialmente, conforme o caso. Exemplo: aquele que reencarna para ficar cego, com o Bem que praticar diminuirá sua dívida com a lei divina. Ele poderá ficar com a visão deficiente, necessitando apenas de cuidados e de óculos.

“O amor cobre uma multidão de pecados.”

(1ª Epístola de Pedro, 4.: 8).

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/