FRATERNIDADE LUZ E PAZ

agentes de luz

ORAÇÕES CONCRETAS

 

Com as próprias ações que fazes e arquitetas,
Tens o ensejo feliz das orações concretas.
Muitas preces verbais, com a justa exceção,
caem no campo extenso e frio da ilusão…
O pão que destinaste ao pobre sem ninguém,
é a força que te traz o conforto do Além.
O amparo que ofereces aos recém-nascidos,
é proteção e amor para os entes queridos.
Roupa usada que dês ao filho da indigência,
é auxílio aos teus conflitos na existência.
Perdão sem condições à ofensa recebida,
É o socorro do Céu que te garante a vida.
Em toda parte estão os agentes da Luz,
Acrescentando paz às bênçãos de Jesus.
Todo o bem que se faz e do qual não se cansa,
É bondade, paciência, alegria e esperança.
Desde o homem mais nobre aos últimos plebeus,
A caridade, em si, é a Presença de Deus.

 

MARIA DOLORES
maria dolores espírita
belezas

Fraternidade

 

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros.” Jesus (João, 13:35)
Desde a vitória de Constantino, que descerrou ao mundo cristão as portas da hegemonia política, temos ensaiado diversas experiências para demonstrar na Terra a nossa condição de discípulos de Jesus.
Organizamos concílios célebres, formulando atrevidas conclusões acerca da natureza de Deus e da Alma, do Universo e da Vida.
Incentivamos guerras arrasadoras que implantaram a miséria e o terror naqueles que não podiam crer pelo diapasão da nossa fé.
Disputamos o sepulcro do Divino Mestre, brandindo a espada mortífera e ateando o fogo devorador.
Criamos comendas e cargos religiosos, distribuindo o veneno e manejando o punhal.
Acendemos fogueiras e erigimos cadafalsos, inventamos suplícios e construímos prisões para quantos discordassem dos nossos pontos de vista.
Estimulamos insurreições que operaram o embate de irmãos contra irmãos, em nome do Senhor que testemunhou na cruz o devotamento à Humanidade inteira.
Edificamos palácios e basílicas, famosos pela suntuosidade e beleza, pretendendo reverenciar-lhe a memória, esquecidos de que ele, em verdade, não possuía uma pedra onde repousar a cabeça.
E, ainda hoje, alimentamos a separação e a discórdia, erguendo trincheiras de incompreensão e animosidade, uns contra os outros, nos variados setores da interpretação.
Entretanto, a palavra do Cristo é insofismável.
Não nos faremos titulares da Boa Nova simplesmente através das atitudes exteriores.
Precisamos, sim, da cultura que aprimora a inteligência, da justiça que sustenta a ordem, do progresso material que enriquece o trabalho e de assembléias que favoreçam o estudo no entanto, toda a movimentação humana, sem a luz do amor, pode perder-se nas sombras.
Seremos admitidos ao aprendizado do Evangelho, cultivando o Reino de Deus que começa na vida íntima.
Estendamos, assim, a fraternidade pura e simples, amparando-nos mutuamente… Fraternidade que trabalha e ajuda, compreende e perdoa, entre a humildade e o serviço que asseguram a vitória do bem. Atendamo-la, onde estivermos, recordando a palavra do Senhor que afirmou com clareza e segurança:
– “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros.”

 

XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva.
Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 15.
fraternidade luz e paz
ELEVAÇÃO REAL

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/