Meus Filhos – Batuíra-Francisco Cândido Xavier

saudade

Meus filhos

 

Deus nos inspire sempre.
Estudemos o ensinamento de Jesus: “A quem mais tem, mais se dará.”
Vejamos:
Mais caridade – mais benção.
Mais tolerância – mais compreensão.
Mais esperança – mais fé.
Mais esforço – mais experiência.
Mais paciência – mais realização.
Mais obediência – mais liberdade.
Mais estudo – mais discernimento.
Mais gentileza – mais cooperação.
Mais fraternidade – mais alegria.
Mais abnegação – mais luz.
Mais sacrifício – mais conquista.
Mais desprendimento – mais posse espiritual.
Mais atenção – mais respeito.
Mais serenidade – mais visão.
Mais utilidade – mais auxílio.
Mais boa vontade – mais triunfo.
Mais resignação – mais entendimento.
Mais conhecimento – mais responsabilidade.
Mais correção – mais encargos.
Mais vigilância – mais acerto.
Mais perdão – mais apoio.
Mais disciplina – mais eficiência.
Mais humildade – mais força.
Em suma, é imperioso reconhecer que quanto mais serviço ao próximo – mais vizinhança de Cristo, e quanto mais trabalho – mais crédito.
Observemos, assim, que onde se encontre a criatura humana, em marcha ascendente para a vida superior, surgem problemas e problemas.
E para que venhamos alcançar as devidas soluções será necessário trabalhar e trabalhar cada vez mais.

 

Livro: Mais Luz. Batuíra / Chico Xavier.

batuíra verdade luz

Deus Nosso Pai

 

Honrar nosso pai é honrar também a Deus. O nosso Pai de Infinita Bondade.
No instituto doméstico, os filhos amadurecidos na experiência honorificam os pais, através das obrigações executadas no lar.
Na residência planetária, os filhos de Deus, edificados na compreensão de Suas Leis, dignificam o Todo-Misericordioso por intermédio dos deveres retamente cumpridos, diante da humanidade nos caminhos do mundo.
Amamos a Deus na pessoa do próximo.
Comecemos o exercício dessa abnegação que nos proporcionará o necessário acesso à Luz Divina.
Fomos feridos nas tarefas cotidianas? Saibamos esquecer as ofensas do companheiro que ainda ignora as conseqüências do mal.
Golpes de injúria desceram sobre nós, procurando exterminar-nos a esperança e a coragem?
Entendamos a inexperiência daqueles que desconhecem a força da sobra que desencadeiam para si mesmos e continuemos a colaborar no levantamento do bem de todos.
Quem vem lá, faminto ou desesperado, tentando encontrar socorro e consolação?
Pausemos para servir porque é nosso familiar que nos bate à porta, suplicando asilo e compreensão.
Que pensar do infeliz que passa na via pública enxovalhado por sarcasmo e condenação?
Nenhuma dúvida paira em nosso espírito quanto ao imperativo de entendê-lo e auxiliá-lo porquanto ele é nosso irmão pela Paternidade Divina e espera por nosso devotamento.
Deus, o Senhor Supremo da Vida, o Pai que nos recebe diariamente os protestos de fidelidade e de amor conta em verdade conosco e em verdade precisa de nós.
Espera confiantemente sejamos o amparo aos desajustados, a fortaleza dos fracos, a energia dos fatigados, a benção dos que foram lançados à solidão.
Deus necessita de nós e deseja recebermos a cooperação ainda que humilde.
Envia-nos os necessitados de toda espécie e de todas as procedências para que Lhe representemos a Providência Divina.
Em toda parte, é possível receber esse mandato sublime e desempenhá-lo.
É por isso que Jesus, o filho mais altamente consagrado ao Supremo Senhor que a Terra já conheceu, assim se expressou fazendo-nos sentir que Deus está conosco e espera por nós em todas as circunstâncias: “Todo o bem que fizerdes no mundo ao último dos pequeninos, em verdade, é a mim que o fizestes.”

 

Batuíra 

não julgueis

Varando Sombras

Empeços, lutas, problemas, limitações, críticas…

Deixemos a mágoa de lado e sigamos em frente, trabalhando e compreendendo sempre.
Os que não desejam avançar, tentarão prejudicar-nos a caminhada.
Os que não querem servir, buscarão envolver-nos no desânimo.
Os que não acreditam no bem, assumirão atitudes estranhas contra nós.
Mas não recuemos.
O nosso compromisso é com a própria consciência.
Varemos as sombras como archote da fé operosa.
No serviço do Evangelho, ninguém se encontra sozinho.
Forças divinas suplementam as nossas forças e vozes tutelares inspiram os nossos passos.
Haveremos de triunfar.
A obra pertence ao Cristo de Deus e nada deterá a sua marcha vitoriosa.

 

Pelo Espírito Batuíra
XAVIER, Francisco Cândido; BACCELLI, Carlos A.. Brilhe Vossa Luz.
Espíritos Diversos. IDE. Capítulo 16.

obra Batuíra

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/