Nesta Páscoa Gostaria de Desejar a Você

Nesta Páscoa Gostaria de Desejar a Você

NESTA PÁSCOA

P Á S C O A 

Nesta Páscoa, gostaria de desejar a você
muita paz e harmonia.
Que você tenha um reencontro consigo mesmo
e que as portas que Ele já abriu
conduzam realmente a um caminho
de muita luz,
renovação e libertação.

Feliz Páscoa!

feliz páscoa coelhinho

RENASCIMENTO

Páscoa é renascimento, é passagem,
É mudança e transformação,
É ser de novo um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.
Fica para trás uma vida cheia de poeira
E começa agora um novo caminhar
Cheio de luz, de fortalecimento,
Esperanças renovadas.
Um arco-íris rasga o céu e parece
Balbuciar que Jesus ressurgiu para nos
Provar que o amor incondicional existe,
Assim como a vida eterna.

Uma Feliz Páscoa Com Muita Paz!

Ressureição

O Banquete dos Publicanos

“E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?” – (MATEUS, capítulo 9, versículo 11.)
De maneira geral, a comunidade cristã, em seus diversos setores, ainda não percebeu toda a significação do banquete do Mestre, entre publicanos e pecadores.
Não só a última ceia com os discípulos mais íntimos se revestiu de singular importância. Nessa reunião de Jerusalém, ocorrida na Páscoa, revela-nos Jesus o caráter sublime de suas relações com os amigos de apostolado. Trata- se de ágape íntimo e familiar, solenizando despedida afetuosa e divina lição ao mesmo tempo.
No entanto, é necessário recordar que o Mestre atendia a esse círculo em derradeiro lugar, porquanto já se havia banqueteado carinhosamente com os publicanos e pecadores. Partilhava a ceia com os discípulos, num dia de alta vibração religiosa, mas comungara o júbilo daqueles que viviam a distância da fé, reunindo-os, generoso, e conferindo-lhes os mesmos bens nascidos de seu amor.
O banquete dos publicanos tem especial significado na história do Cristianismo. Demonstra que o Senhor abraça a todos os que desejem a excelência de sua alimentação espiritual nos trabalhos de sua vinha, e que não só nas ocasiões de fé permanece presente entre os que o amam; em qualquer tempo e situação, está pronto a atender as almas que o buscam.
O banquete dos pecadores foi oferecido antes da ceia aos discípulos. E não nos esqueçamos de que a mesa divina prossegue em sublime serviço. Resta aos comensais o aproveitamento da concessão.
XAVIER, Francisco Cândido. Caminho, Verdade e Vida.
Pelo Espírito Emmanuel. 28.ed. Brasília: FEB, 2009. Capítulo 137.

PÁSCOA E ESPERANÇA

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/