NOSSO APRENDIZADO NA VIDA

NOSSO APRENDIZADO NA VIDA

A Vida é um Aprendizado Constante

 

É exatamente disso que a vida é feita, de momentos.
Momentos que temos que passar, sendo bons ou ruins,
para o nosso próprio aprendizado.
Nunca esquecendo do mais importante:
Nada nessa vida é por acaso.
Absolutamente nada. Por isso,
temos que nos preocupar em fazer a nossa parte,
da melhor forma possível.
A vida nem sempre segue a nossa vontade,
mas ela é perfeita naquilo que tem que ser.

 

Chico Xavier

paz dom conquista
pedra lapidada

Felicidade Hoje:

Plenitude do ser

 

Finalizando o nosso conceito de Felicidade Hoje, mas certos de que muito ainda poderia ser abordado, pela sua diversidade, vamos desenvolver o desdobramento Plenitude do ser.
Iniciamos por resgatar a etimologia da palavra que provém do latim e se refere a condição daquilo que está completo ou se apresenta em sua totalidade.
Com esse conceito fica evidente que plenitude também é um estado da alma que exige ação e vontade para se consolidar.
Para que o se seja completo é necessário que o espírito encarnado ou desencarnado vivencie a totalidade que nos entrelaça através das teias da vida com o Universo e o Criador, rumo ao nosso aperfeiçoamento.
A consciência da plenitude nos coloca como meta primordial a busca pela felicidade como meta primordial de todos.
O homem enquanto ser social, não consegue se sentir pleno e nem vivenciar a felicidade, isolando-se dos demais. Traz, ainda dentro de si, mesmo como germe latente o “eu Crístico”, que nos aproxima do Pai enquanto cocriadores do Universo íntimo e material que conhecemos.
Dessa maneira, ainda para ser feliz e se sentir completo, anseia pela conexão única com o seu Criador.
Enquanto espírito encarnado necessita equilibrar as necessidades materiais e espirituais do ser. É através da plenitude que aprendemos a separar as necessidades reais das necessidades criadas pela ansiedade, medo, egoísmo e orgulho.
Se houvesse uma fórmula para vivenciar a plenitude ela se resumiria em “ser prece”, conforme já nos elucidou tão bem o Irmão José em outra mensagem.
E relembrando “ser prece” é não esperar o findar do dia, ou o amanhecer de um novo para elevarmos o pensamento a Deus, nos conectando com todo o Universo; mas a cada instante, seja ele qual for (dor, angústia, medo, dúvida, alegria, paz, serenidade) e em qualquer atividade, ser gratos pelas oportunidades e ensinamentos que se apresentam.
Muitos ainda se indagam como proceder dessa forma, e recorremos aos outros desdobramentos da felicidade (paz interior, serenidade, alegria de viver) que são facilitadores para a experiência de plenitude que nos levará a ser prece.
Depois das vivências anteriores, faz-se necessário o exercício constante através das atividades mais banais (como por exemplo: colocar o lixo para fora, sorrir, dirigir palavras cordiais, etc.) até os mais complexos (como o exercício das profissões e os diversos papeis que desempenhamos na sociedade), sempre fazendo cada atividade com muito amor, dedicação e respeito, colocando o que temos de melhor em nós.
É assim que vamos nos sentindo parte do Universo em prece.
Lembremo-nos de Jesus que viveu tudo de forma muito simples, estando completamente presente em cada gesto e numa total intimidade com o Pai.
Nesta semana, meus amigos, vivenciemos a plenitude do ser, nos colocando por inteiro em cada momento.
Que a felicidade hoje, seja parte do Universo, interligando tudo e todos ao Amor de Deus.

 

Com muito amor e carinho,
Em: 04.05.15
Médium: Lúcia (Grupo Mediúnico Maria de Nazaré – CAVILE)
Espírito: Irmão Matheus (Colônia Espiritual Maria de Nazaré)

nada e por acaso

Corrigendas

 

“Porque o Senhor corrige ao que ama e açoita a qualquer que recebe por filho.” – Paulo. (HEBREUS, 12:6.)
Quando os discípulos do Evangelho começam a entender o valor da corrigenda, eleva-se-lhes a mente a planos mais altos da vida.
Naturalmente que o Pai ama a todos os filhos, no entanto, os que procuram compreendê-lo perceberão, de mais perto, o amor divino.
Máxima identificação com o Senhor representa máxima capacidade sentimental.
Chegado a essa posição, penetra o espírito em outras zonas de serviço e aprendizado.
A princípio, doem-lhe as corrigendas, atormentam-no os açoites da experiência, entretanto, se sabe vencer nas primeiras provas, entra no conhecimento das próprias necessidades e aceita a luta por alimento espiritual e o testemunho de serviço diário por indispensável expressão da melhoria de si mesmo,
A vida está repleta de lições nesse particular.
O mineral dorme.
A árvore sonha.
O irracional atende ao impulso.
O homem selvagem obedece ao instinto.
A infância brinca.
A juventude idealiza.
O espírito consciente esforça-se e luta.
O homem renovado e convertido a Jesus, porém, é o filho do céu, colocado entre as zonas inferiores e superiores do caminho evolutivo. Nele, o trabalho de iluminação e aperfeiçoamento é incessante; deve, portanto, ser o primeiro a receber as corrigendas do Senhor e os açoites da retificação paterna.
Se te encontras, pois, mais perto do Pai, aprende a compreender o amor da educação divina.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Vinha de Luz. Pelo Espírito Emmanuel. 14.ed. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1996. Capítulo 22.

sabedoria são francisco de assis

Libertemo-nos

 

O homem, na essência, é um espírito imortal, usando a vestimenta transitória da vida física. A existência regular no corpo terrestre é uma série de alguns milhares de dias – átomos de tempo na Imortalidade – concedidos à criatura para o aprendizado de elevação. A Crosta do Mundo é o campo benemérito, onde cada um de nós realiza a sementeira do próprio destino.
A ciência é o serviço do raciocínio, erguendo a escola do conhecimento.
A filosofia é o sistema de indagação que auxilia a pensar.
A religião, porém, é a bússola brilhante, indicando, desde a Terra, o caminho da ascensão. Todos nós somos herdeiros da Sabedoria Infinita e do Amor Universal.
Entretanto, sem o arado do trabalho, com que possamos adquirir os valores inalienáveis da experiência, prosseguiremos colados ao seio maternal do Planeta, na condição de lesmas pensantes. Não repouses à frente do dia rápido.
Abre os ouvidos à sinfonia do bem, que se derrama em toda parte.
Abre os olhos à contemplação da verdade que regenera e edifica.
Abre a mente aos ideais superiores que refundem a existência.
Abre os braços ao serviço salutar.
Descerra o verbo à exaltação da bondade e da luz.
Abre as mãos à fraternidade, auxiliando ao próximo.
Abre, sobretudo, o coração ao amor que nos redime, convertendo-nos fielmente em companheiros do Amigo Sublime das Criaturas; que partiu do mundo, de braços abertos na cruz, oferecendo-se à Humanidade inteira.
Cada inteligência tocada pela claridade religiosa, nas variadas organizações da fé viva, é uma estrela que ilumina os remanescentes da ignorância e do egoísmo, no caminho terrestre. Liberta-te sobe à luz do píncaro, a fim de iluminares a marcha daqueles mais necessitados que tu mesmo, na jornada de aperfeiçoamento e libertação.

 

XAVIER, Francisco Cândido. Apostilas da Vida. Pelo Espírito André Luiz. IDE.

 

maledicência platão

batalha íntima joanna de ângelis

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/