Nossos Anjos São Nossos Bons Amigos

anjosguardiões

Anjos Bons Amigos

Nossos Anjos são nossos bons amigos, encarregados de nos amparar, proteger, esclarecer e nos ajudar a escolher aquilo que é o melhor para nós.

Vamos sintonizar mais com eles.

Vera Jacubowski

vera jacubowski assina

bom dia sol

“Os jardins dos planos de Deus”

– Psicografia de Ayrton Senna da Silva

Toda conquista interna representa dentro de nós o florescimento da ascensão. Não vamos confundir com vitórias profissionais. Conquistas internas são laboratórios que fazemos no dia a dia para efetuarmos a transformação necessária em nós mesmos. Quem não se vê, não consegue modificar ou efetuar as devidas correções em sua alma.
A Terra é uma escola e nela podemos alcançar o burilamento das nossas almas sem nos violentar, pois o que a alma requer é somente sabedoria e libertação.
Fui por esse caminho sem revelar a ninguém. Todos os dias me olhava como ser que poderia melhorar não somente a minha velocidade física, mas a interna. Esse processo se acelerou muito mais quando tive uma visão cósmica da figura amorosa do próprio Cristo.
Não foi uma visão demorada, mas Ele se mostrou dentro de mim e me senti realmente imperfeito para aquele momento. Contudo, eu tinha um caminho a percorrer, que não era das pistas sinuosas de nenhum autódromo, mas do meu autódromo particular. Tinha realmente, de superar-me e também de me surpreender com as vitórias alcançadas. E assim, minha alma seguiu livre sem nenhuma trava.
Deixava-me devanear pensando como seriam os jardins de Deus em Suas moradas. Acho que minha alma me dizia para ter pressa em relação a esse campeonato interno, o que com certeza me favoreceu mais tarde a adaptação na minha nova morada.
Alguém me mostrava distante os planos verdes de Deus e em fração de segundos me sentia muito mais integrado a realidade divina.
Entretanto, achava-me imperfeito para comentar tais experiências. O fato é que cada dia me tornava mais leve e mais gente, mais ser. Era um sentimento muito forte que me fazia devanear em certos momentos.
Hoje sei que era uma preparação e um treinamento que minha alma necessitava passar.
O fato é que quando aqui cheguei dormi bastante para que não me ressentisse com a saudade e com o choque daqueles que acreditavam em mim e que me amavam.
É mesmo um susto muito grande você se ver fora do corpo físico. Quanto a mim parecia que eu já sabia o que estava predestinado à minha pessoa em relação ao que aconteceu.
Fui muito preparado pela bondade do Senhor de nossas vidas através dos Seus intercessores.
Após a recuperação eu fiquei curioso com relação aos jardins mágicos, coloridos e diversificados de Deus que via rapidamente, em minha mente quando estava na Terra.
Quis comprovar. É lógico que perguntei primeiro se eu era merecedor, ao que me foi confirmado. Foi uma experiência que me marcou pela emoção da comprovação. Realmente, eram bem mais belos e muito mais concretos, perfumados. Rosas, miosótis, lírios, cravos e mais outras rosas que não existem na Terra. Ajoelhei-me reverenciando os jardins de Deus.
Aquele era um presente que jamais ganhei na Terra!
A vontade de servir, agradecer, era forte. Emoções que se misturavam dentro do meu ser.
Nessa perfeita oportunidade conheci meu Anjo Guardião que somente se tornou visível quando presenciei as flores plantadas nos terrenos espirituais de Deus!
Que belo é o Anjo que me acompanhou a vida inteira e que me transportou sempre a uma conduta amiga e respeitável frente a todos que conviveram comigo na Terra.
Chorei sem lágrimas agradecido à vida, ao momento e antecipadamente, a todas as alegrias que viveria após aquele instante!
Não poderia deixar de lhes falar dessa inigualável experiência, pois o recebimento desse troféu coroou de paz e Luz o meu espírito que viverá para sempre, como Ayrton Senna, ou simplesmente, como obra da criação divina feita para o amor incondicional aqui em Seu Plano ou em outro ensejo quando voltar à Terra para missão maior de amor à humanidade, pois para isso me preparo a cada dia.
Ayrton Senna é uma etapa passada e muito abençoada. No futuro serei José, Manoel ou João, mas procurarei seguir o que minha essência deseja: “Amar muito a mim mesmo, a Deus e a humanidade que precisa de auxílio e encorajamento para sua evolução, e junto, a própria evolução do planeta Terra não em velocidade, mas com consciência de que a vida é o maior troféu em Luz imorredoura que teremos em mãos para todos os séculos.”
Sou grato ao Divino Criador, ao Cristo, a Santa Mãe e a todos aqueles que juntos buscam ajudar aos nossos amigos e irmãos cujas almas na Terra continuam enfermas e infelizes.
Rogo ao Pai o ensejo de voltar em comitiva à Terra juntamente, com amigos benevolentes que sempre descem somente para lhes ajudar.
E nessa oportunidade agradeço de joelhos também à amada madre Teresa de Calcutá com quem tive o privilégio de conviver na Crosta terrestre, em missão saneadora da Terra, a quem devo muito aprendizado pela doçura do seu coração e pelo amor que continua transmitindo, não somente aos pobres de dinheiro, mais aos pobres e enfermos de espírito.
Todo meu amor à minha família térrea e à minha família universal.
Psicografia: “Os jardins dos planos de Deus”.
Canal: Francyska Almeida. Julho de 2007 – Fortaleza/Ceará – Brasil.
Fonte: Nova Era – Cristais Celestes.

MARGARIDA

A Rotina no mundo espiritual

 
 O tempo no mundo dos espíritos é diferente do tempo como o conhecemos. E a sua rotina também se diferencia da nossa, visto que eles têm uma noção mais ampla do período do qual dispõem para dar conta de suas obrigações. Na colônia Nosso Lar, por exemplo, André Luiz relata situações do cotidiano dos espíritos que lá habitam. Assim como no mundo físico, eles acordam após algum período de descanso que, para nós, seria o equivalente ao sono noturno. Ao despertar, fazem suas preces de agradecimento e reconhecimento ao criador para, em seguida, fazer a higiene pessoal e, quando ainda necessitam, fazer também o desjejum, ou seja, a primeira alimentação do dia. Somente após estas etapas de preparo é que eles se dirigirão aos seus locais, onde vão desempenhar as suas funções de trabalho ou estudo.
Explicando:
Não entre em pânico com o que você acabou de ler. Quanto mais evoluído o espírito for, menos necessitará de repouso, porém, outros espíritos ainda necessitam dormir à semelhança de quando ainda estavam encarnados. Talvez nunca lhe tenham falado, mas espíritos recém-chegados às colônias espirituais e aqueles que lá habitam por pouco tempo, bem como espíritos que têm mais dificuldade de se desapegarem dos hábitos terrenos, ainda mantêm determinados comportamentos típicos de encarnados, como se alimentarem, usarem o banheiro, fazerem a higiene pessoal – tudo feito exatamente como quando ainda estavam encarnados. Isto só é possível graças ao perispírito que está impregnado dessas informações. Como as colônias espirituais foram criadas com o objetivo de proporcionar a seus moradores a mesma sensação de habitar uma cidade terrena, tudo por lá é uma copia perfeita de tudo que se vê por aqui. Um detalhe importante: nem todos os espíritos são capazes de retirar do fluido cósmico universal a energia para alimentar seu perispírito. Então, eles contam com a ajuda dos moradores das colônias que os acolhem para o preparo de alimentos a base de sucos, sopas e frutas.
Cada um no seu quadrado
A organização de uma colônia respeita diretrizes muito semelhantes àquelas que já conhecemos por aqui. Assim, ao desencarnar e ser designado para cumprir determinada função, qualquer espírito terá uma ideia básica de como a “máquina pública” funciona por lá. Como ensina André Luiz, no livro Nosso Lar, toda colônia tem um governador, ou seja, uma espécie de prefeito ou administrador. Após assumir seu mandato, este espírito administrador reúne sua equipe de ajudantes, que em Nosso Lar é conhecida como ministros e se equivaleria, aqui, aos secretários do prefeito.
A partir daí, cada repartição tem um responsável encarregado de zelar pelo seu bom funcionamento. Todas as escolas, os hospitais, os departamentos dos ministérios têm seus diretores. Esses diretores têm seus auxiliares que, por sua vez, têm colegas de trabalho para o exercício de suas funções. Como informa André Luiz, assim que o espírito recém-desencarnado ou recém-chegado à colônia se sente disposto, é convidado a ocupar seu tempo, seja através do estudo ou prestação de serviços. Nas colônias, não há empresas e toda a demanda de produção de trabalho e serviços é comandada pela administração local desde a produção de alimentos fluídicos, vestes, viagens, remédios, etc.
Explicando:
Para os espíritos comprometidos com o bem, não há ócio e nem tempo a perder. Se você pensa que vai passar a eternidade à toa quando desencarnar, se engana, porque trabalho por lá é o que não falta. Os desencarnados têm obrigações, assim como qualquer encarnado. A única diferença para quem está por lá é que eles trabalham para seu aprimoramento moral, espiritual ou simplesmente pelo bem-estar, que o trabalho ou amparo ao próximo proporciona. Enquanto aqui as pessoas trabalham para acumular bens, no plano espiritual cada espírito dispõe apenas do necessário para o funcionamento normal. Na colônia Nosso Lar, por exemplo, existe até pagamento para aqueles que estão inseridos no trabalho local. É o bônus hora, uma espécie de moeda corrente na colônia, que visa incentivar uma troca merecida entre quem trabalha e quem desfruta do conforto da colônia. Segundo o espírito André Luiz, a adesão é grande. Um exemplo muito interessante é a questão do vestuário. Em algumas colônias existe um departamento para cuidar da produção de peças de roupas para aqueles espíritos que não conseguem plasmar as próprias vestes.
Trabalho, trabalho, trabalho…
Falando dessa forma, parece que os espíritos só pensam em trabalhar e nada mais. Na verdade, não é bem assim. É recomendado que cada cidadão dedique seu tempo ao trabalho, ao estudo e ao lazer de forma que possa aproveitar bem a estadia no plano espiritual e programar suas reencarnações futuras. O espírito nunca retroage e, como conhecimento nunca é em demasia, nada custa a ele aprender cada vez mais. Às vezes, o próprio trabalho é uma escola e prepara o espírito para funções que ele poderá ter quando reencarnar. Por exemplo, um espírito que trabalha como auxiliar dos médicos do plano espiritual pode, ao reencarnar, escolher seguir carreira na medicina. E acontece também de forma contrária, como um espírito que trabalhou na área médica desempenhar funções parecidas no plano espiritual, desde que esteja capacitado.
As colônias se localizam muito próximas à crosta terrestre e, segundo ensinam os mentores espirituais, muitas coisas que fazemos aqui, inclusive muitos dos objetos que usamos, são adaptações do que já existe por lá. A nossa rotina também é muito parecida. Por exemplo, o lazer é sempre gozado em atividades que engrandeçam o espírito, como peças de teatro, concertos musicais, leituras, passeios pela colônia e em visitas a colônias vizinhas, etc.
Explicando:
Vida boa que estes espíritos levam por lá, não é mesmo? Pois é. Segundo autores como André Luiz (Nosso Lar – editora FEB ), Patrícia (Violetas na Janela – editora Petit) e Antonio Carlos (A casa do escritor – editora Petit), é mais ou menos esse contexto mesmo. Leva-se uma vida muito boa, sem estresse, sem perturbações e é quando o espírito tem tempo de sobra para trabalhar, estudar e curtir a vida na forma mais bela e prazerosa que existe. Passeios maravilhosos, concertos musicais, palestras edificantes, encontros com amigos já desencarnados, visitas ao plano físico… Enfim, a vida lá é bastante movimentada e interessante.

Rafael Barbosa

Meditar com o plano espiritual é receber as inspirações merecidas na linha do tempo.

CONCEITO ESPÍRITA

O espiritismo é o conceito que se estabelecerá para a união dos povos na terra.
A doutrina que foi codificada por Allan Kardec marcará no mundo terreno o princípio da nova era ensinada por Jesus.
O espiritismo é a força e crença em DEUS que a humanidade necessita para a evolução.
A ciência, a filosofia, o cristianismo pregado por JESUS, a religião não importa por placas impostas pelos homens.
Mas os desígnios pelo devotamento e vontade de se obter os ensinamentos de Jesus Cristo no seu livre arbítrio de escolha.
A humanidade aprenderá no espiritismo os significados maiores da existência de DEUS.
CHICO/Iracilda Dias de Souza

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/