POESIA DE FELICIDADE

comando de deus

Poesia de felicidade

Sob o comando de Deus nunca te encontrarás a sós.
Deixa-te envolver por este amor de Pai que sempre irradia, e tudo te
apresentará poesia de felicidade, repleto de generosas bênçãos.
Vera Jacubowski

nova página de vida

Exaltação à Vida

A vida quer que se expresse, é desafio que merece reflexão.
Inata, em todas as coisas, dorme no mineral por milhões de anos até sonhar no vegetal, quando tem início o despertar das suas potencialidades extraordinárias e de difícil apreensão mesmo pelas inteligências mais primorosas.
Atravessando o silêncio dos tempos, adquire maior sensibilidade no animal, por meio do instinto que desvela, desenvolvendo o sistema nervoso que se aprimora, e no ser humano alcança a plenitude espiritual.
Assim considerando, é indispensável investir todos os valores intelecto-morais em favor da sua preservação.
Originada no Psiquismo Divino como um campo primordial de energia, conduz todos os elementos indispensáveis ao seu engrandecimento durante a trajetória que lhe cumpre desenvolver até lograr a fatalidade que lhe está destinada.
Não raro confundida com automatismo ou pulsações caóticas do acaso, é a mais pujante expressão da realidade que dá origem a todas as coisas.
Para onde se direcione o pensamento e se proceda a observação, ei-la que se apresenta enriquecedora, convidando a reflexões acuradas.
Por mais o ser humano se rebele e deseje fugir do fenômeno da vida, mais a defronta, porquanto jamais se extingue.
Impulso que parte da vibração inicial e adquire complexidade, faculta o entendimento de si mesma em penosas circunstâncias, quando atrelada à revolta e à ignorância, ou se dá com ternura e júbilo através da correnteza do amor e seus estímulos.
Desse modo, ama a tudo e a todos, deixando-te arrebatar pela excelência dos acontecimentos, que te constituem razões de aprendizado para aquisição da beleza a que te destinas.
Contribui em favor do seu desabrochar mediante a razão bem orientada e a emoção equilibrada.
És vida e és parte essencial da vida em tudo manifestada.
Oferece a tua contribuição de harmonia, nunca a depredando, nem gerando embaraços que lhe possam perturbar a marcha.
À medida que cresças interiormente, mais entenderás as leis de equilíbrio que a regem e os objetivos elevados que encerra.
Ante o ritmo pulsante do Universo, adapta o passo das tuas realizações e arregimenta forças para seguir no rumo do infinito.
Quanto mais conquistas espaços-luz, mais se te apresentarão outras dimensões a penetrar.
Nunca cessando, a vida te conduz ao Cosmo, em um mergulho de consciência lúcida no oceano da sabedoria.
Respeita a vida em qualquer aspecto que se apresente.
Limpa uma vala, planta uma árvore, semeia um grão, viabiliza uma ocorrência enobrecedora, oferta um copo com água fria, brinda um sorriso, sê útil de qualquer maneira…
A vida transcorrerá para ti conforme a desenvolvas.
Diante de qualquer dificuldade, insiste com amor e aguarda os resultados, sem aflição.
Não blasfemes, nem te rebeles, quando algo não te corresponder à expectativa.
És vida em ti mesmo, e o exterior sempre refletirá o que cultives internamente.
Jamais te evadirás da tua realidade.
Assim, torna enriquecedora e produtiva a tua existência, sendo um hino de louvor e de exaltação à vida.

Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco

conserve a calma

Escola


Ante os pesares do mundo,
Observa, alma querida,
A dor que ilumina a vida,
Sob as provas tais quais são…
A Terra é uma grande escola
De que temos o usufruto,
Lembrando enorme instituto
De trabalho e elevação.
Nascemos e renascemos,
Atendendo às leis concisas,
Conforme as lições precisas
Que temos nós para dar;
No serviço que nos cabe,
Naqueles com quem vivemos,
Jazem os pontos supremos
De nosso próprio lugar.
Nas tarefas em que estejas,
Cumpre o dever que te assiste,
Se a vida parece triste,
Não te queixes de ninguém…
Cada pessoa na Terra
Intimamente é chamada
A servir, de estrada a estrada
Para a vitória do bem.
O homem robusto e moço
Que administra a riqueza,
Traz, por vezes, rude e acesa,
A fogueira da aflição;
A mulher que exibe ao colo
A cruz em jóias e luzes,
Às vezes tem muitas cruzes
Por dentro do coração.
Nunca censures. Trabalha.
Crê, auxilia e não temas.
Cada qual guarda problemas,
Em forma de sombra e dor.
Quem mais serve e mais perdoa
É aquele que se renova,
Vencendo, de prova em prova,
Na grande escola do amor.
Pelo Espírito Maria Dolores
XAVIER, Francisco Cândido; BACCELLI, Carlos A.. Brilhe Vossa Luz. Espíritos Diversos. IDE.

Comentários