Somente as Múltiplas Existências Justifica a Verdadeira Justiça

Reencarnação

Somente as múltiplas existências justifica a verdadeira justiça paternal.
A abençoada oportunidade de reparação, regeneração e entendimento, tão bem compreendida, tem explicação lógica e racional, pela Lei da Reencarnação.
Vera Jacubowski

justiçadareencarnação

MISERICÓRDIA DIVINA

Quando rogamos da infinita misericórdia de Deus Nosso Pai, Ele nos envia das suas bênçãos, através de seus mensageiros ou benfeitores amigos, que sondam as nossas reais intenções e ou nosso propósito sincero de mudanças de hábitos perniciosos. E assim alavancarmos ao infinito amor, que é o nosso progresso como seres em busca da luz interior.
Vera Jacubowski
 

pomba branca e ramo

vera27

sofrer e não sofrer

Estrelas na Noite Escura

Por mais escura que se faça a noite, sempre existem estrelas a brilhar.
Assim pôr mais triste que seja o momento, sempre haverá uma solução para viver um momento melhor.
O que falta na verdade é a “VONTADE”, a “DISPOSIÇÃO” para enfrentar as situações que se apresentam.
É buscar o aprendizado que amplia os horizontes e permite ver além das nebulosas.
Há muito para se viver e mais ainda para aprender.
Por que parar no primeiro obstáculo?
Por que permanecer no chão se tantos estendem a mão?
Por que não prosseguir depois do tropeço?
Nada existe sem ação.
Façam das ações o caminho, a busca.
O Mestre em sua jornada na Terra esteve sempre caminhando, ensinando, compartilhando VIDA.
Por que então permitir parar e não seguir o caminho?
Tudo que existe foi planejado e plasmado pelo nosso Pai.
Como co-criadores do Pai aqui no orbe terrestre, no seu país, na sua cidade, no seu bairro, em sua família, plasmem e planejem o mundo de regeneração que já se encontra em processo de consolidação.
Todos são chamados a participar dessa construção.
O que esperam?
Juntem-se com a espiritualidade Maior em ação de fé, prece, pensamentos e vibrações e a tão esperada mudança poderá ser vislumbrada além dos horizontes cobertos por espessas nebulosas que aos poucos se dissipam diante da comunhão do calor dos corações em aconchego e Amor Fraterno.
Que o Amor de Jesus esteja presente hoje e sempre!
 
Médium: Lúcia (Grupo Mediúnico Maria de Nazaré – Cavile)
Espírito: Irmão Matheus (Colônia Espiritual Maria de Nazaré).

VIDA É TRANSFORMAÇÃO

NADA MORRE, TUDO SE TRANSFORMA, SOMOS ALMAS ETERNAS A CAMINHO DA FELICIDADE.NÃO EXISTE O ACASO OU FATALIDADE NOS PLANOS DIVINOS, TUDO SE ENCAIXA DENTRO DESTE IMENSO UNIVERSO E TUDO TEM UM PROPÓSITO, É COM OS ERROS QUE OS ACERTOS QUE APRENDEMOS.
É NA DOENÇA QUE APRENDEMOS A VALORIZAR A VIDA.
É NA PERDA QUE APRENDEMOS DAR VALOR AOS QUE AMAMOS.
NÚMEROS SÃO OS CAMINHOS DEIXADOS A NÓS PARA ENTENDERMOS A VIDA COMO ELA VERDADEIRAMENTE É, MAS POUCOS A APROVEITAM E QUANDO CHEGA A MORTE PARA NOS DEVOLVER AO NOSSO VERDADEIRO LAR, TEMOS O ARREPENDIMENTO E A CULPA, POIS DESCOBRIMOS QUE NÃO TEMOS MAIS TEMPO PARA DIZER ADEUS.
NÃO TEMOS MAIS TEMPO PARA ABRAÇAR, PARA DIZER EU TE AMO.
NÃO TEMOS MAIS TEMPO PARA NOS RECONCILIAR OU NOS ENTENDER COM AQUELES QUE TEMOS DIFERENÇAS E DESENTENDIMENTOS.
NÃO TEMOS MAIS TEMPO PARA VIVER INTENSAMENTE AO LADO DE QUEM AMAMOS COM A PAZ NA CONSCIÊNCIA.
SOMENTE QUANDO O SER HUMANO APRENDER A AMAR E A VIVER INTENSAMENTE CADA MOMENTO DA VIDA COMO SE FOSSE O ÚLTIMO, AMANDO CADA UM DE SEUS IRMÃOS DE JORNADA, NÃO TEMERÁ MAIS A MORTE. POIS COMPREENDERÁ QUE REALIZOU NESTA VIDA SUA MISSÃO NA TERRA E PODERÁ RETORNAR TRANQUILAMENTE AO MUNDO ESPIRITUAL COM A PAZ DE ESPÍRITO COMO PRESENTE DE DEUS.

ondas do mar

 

Questão 171 – Justiça da Reencarnação

Respostas dos guias espirituais para Allan Kardec no Livro dos Espíritos.
171. Em que se funda o dogma da reencarnação?
“Na justiça de Deus e na revelação, pois incessantemente repetimos: o bom pai deixa sempre aberta a seus filhos uma porta para o arrependimento. Não te diz a razão que seria injusto privar para sempre da felicidade eterna todos aqueles de quem não dependeu o melhorarem-se? Não são filhos de Deus todos os homens? Só entre os egoístas se encontram a iniquidade, o ódio implacável e os castigos sem remissão.”
Comentário de Allan Kardec:
Todos os Espíritos tendem para a perfeição e Deus lhes faculta os meios de alcançá-la, proporcionando-lhes as provações da vida corporal. Sua justiça, porém, lhes concede realizar, em novas existências, o que não puderam fazer ou concluir numa primeira prova.
Não obraria Deus com equidade, nem de acordo com a Sua bondade, se condenasse para sempre os que talvez hajam encontrado, oriundos do próprio meio onde foram colocados e alheios à vontade que os animava, obstáculos ao seu melhoramento. Se a sorte do homem se fixasse irrevogavelmente depois da morte, não seria uma única a balança em que Deus pesa as ações de todas as criaturas e não haveria imparcialidade no tratamento que a todas dispensa.
A doutrina da reencarnação, isto é, a que consiste em admitir para o Espírito muitas existências sucessivas, é a única que corresponde à ideia que formamos da justiça de Deus para com os homens que se acham em condição moral inferior; a única que pode explicar o futuro e firmar as nossas esperanças, pois que nos oferece os meios de resgatarmos os nossos erros por novas provações. A razão no-la indica e os Espíritos a ensinam.
O homem, que tem consciência da sua inferioridade, haure consoladora esperança na doutrina da reencarnação. Se crê na justiça de Deus, não pode contar que venha a achar-se, para sempre, em pé de igualdade com os que mais fizeram do que ele. Sustém-no, porém, e lhe reanima a coragem a ideia de que aquela inferioridade não o deserda eternamente do supremo bem e que, mediante novos esforços, dado lhe será conquistá-lo. Quem é que, ao cabo da sua carreira, não deplora haver tão tarde ganho uma experiência de que já não mais pode tirar proveito? Entretanto, essa experiência tardia não fica perdida; o Espírito a utilizará em nova existência.
KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 76.ed. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1995.

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/