ACREDITO NUM MUNDO MELHOR

mundo melhor

Mundo Melhor

  “Acredito num mundo melhor, numa humanidade mais humana, numa nação tipo a terra prometida, onde todas as gentes transbordem generosidade dos corações bons, e que todos sejam amigos para sempre.”  

Vera Jacubowski

 luz dentro de você

Luz do mundo

Jesus, o Mestre dos mestres, tinha sempre palavras de estímulo aos que O seguiam.
Ninguém como Ele utilizou de forma tão excelente os vocábulos de incentivo a quem pretendesse estar com Ele.
É assim que nos credencia a herdeiros do Universo, pois que somos filhos do Pai que tudo criou, bem como nos chama Filhos da Luz, ramos da videira, aqueles que podem fazer tudo o que Ele fez e muito mais.
De forma amiúde, ficamos nos questionando a respeito de algumas de Suas afirmativas.
Por nos considerarmos tão pequenos, tão distantes da grandeza de que Se reveste o Mestre de Nazaré, indagamo-nos se Ele
fósforo faz a grande diferença!
Disse alguém que nos podemos considerar como um fósforo aceso.
Sim, a chama não ilumina grande distância, mas faz a diferença entre a escuridão total e uma pequena claridade.
Claridade que nos retira, por breves segundos, embora, da insegurança total das trevas.
Claridade que nos permite ver o outro, perceber que não estamos sós, que mais alguém compartilha conosco daquela situação. E nos darmos as mãos.
Claridade que nos permite ir em busca de uma lanterna, de uma vela, de um lampião.
Ou, se nada disso se tiver, acender um outro fósforo. E outro, e mais outro.
Quem sabe, faz estaria certo ao no ofertar tais credenciais.
Filhos da Luz? Nós, que nos sentimos ainda tateando em sombras densas?
Andar no mundo como Filhos da Luz, enquanto temos luz? De que luz dispomos? De que intensidade é nossa luz?
Então, nos lembramos do valor de um fósforo em plena escuridão.
Quando o breu se faz porque a energia elétrica sofre uma pane, como a luz débil de um ser um clarão maior, enquanto a energia elétrica não se restaura.
Em se tratando da sociedade, podemos imaginar o mesmo valor dessa pequena luz.
Se somos um fósforo de dignidade que se acende quando a corrupção anda à solta, fazemos a diferença.
Porque a nossa chama mostra a outros o nosso valor e motiva a que os demais resolvam acender a sua própria chama.
Se, em meio à indiferença geral, somos o fósforo que aquece a alma e a vida de quem sofre; se em meio à covardia moral, mostramos a luz da correta conduta; se, enfim, somos a pequenina chama da amizade, da justiça, da fé, quanta luz espalharemos por onde passarmos?
Tinha, portanto, toda razão Jesus ao nos estimular a andar no mundo como Filhos da Luz, andar enquanto tivermos luz.
A luz ilumina onde se apresente e mostra cores, onde somente havia trevas;
Mostra pessoas onde somente havia solidão; acena esperança onde grassa a infelicidade.
Pensemos nisso e atendamos ao incentivo do Mestre de Nazaré.
Não nos preocupemos com a chama pequena, oscilante ou de duração efêmera.
Mostremos nossa luz. Mesmo que somente seja para acender outra luz.
Será a nossa contribuição para o mundo de alegrias, risos e cores que todos desejamos para nós, para nossos filhos, para as gerações futuras.
Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 13, ed. Fep. Em 15.07.2009.

tesouros do coração jesus

O jugo leve

1. Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas, pois é suave o meu jugo e leve o meu fardo. (S. MATEUS, 11:28 a 30.)
2. Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas,perda de seres amados, encontram consolação em a fé no futuro, em a confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens. Sobre aquele que, ao contrário, nada espera após esta vida, ou que simplesmente duvida, as aflições caem com todo o seu peso e nenhuma esperança lhe mitiga o amargor. Foi isso que levou Jesus a dizer:
“Vinde a mim todos vós que estais fatigados, que eu vos aliviarei.”
Entretanto, faz depender de uma condição a sua assistência e a felicidade que promete aos aflitos. Essa condição está na lei por ele ensinada. Seu jugo é a observância dessa lei; mas, esse jugo é leve e a lei é suave, pois que apenas impõe, como dever, o amor e a caridade.
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO
Allan Kardec

Prece de Limiar

Senhor Jesus!
Laureada pelos avanços da inteligência, a Terra se engalana nos cimos da evolução… A Ciência investiga a alcança as entranhas do mundo físico e os escaninhos do mundo mental.
Estudos, pesquisas, experiências e descobertas desnudam a vida planetária e propõem soluções justas aos problemas da forma; entretanto, Senhor, na retaguarda dessa legião de brilhantes valores do cérebro arrasta-se o comboio das necessidades espirituais.
Do campo de trabalho em que se agitam os militantes menores da renovação falamos nós também, invocando-te a bênção, porque necessitamos da máquina e do cálculo que nos descansem os braços, mas precisamos igualmente, e mais ainda, do equilíbrio e da paz que nos asserenem os corações.
Em tudo te reconhecemos a mão bendita, orientando-nos para o bem.
Sob a tua proteção conseguimos vasculhar ingredientes da Lua, no entanto te rogamos auxílio a fim de aprendermos contigo a atingir o coração de nossos vizinhos;
com a tua bondade, que nos deseja a isenção do sofrimento, temos o socorro da anestesia para atravessar a esfogueada parte da enfermidade, mas te suplicamos apoio a fim de que saibamos perdoar e esquecer todo mal, liberando-nos da dolorosa penalogia da culpa;
com a tua supervisão encontramos recursos para transmitir a voz e a imagem a longas distâncias, todavia te imploramos força para criar o pensamento e a palavra edificantes que nos assegurem a felicidade e a paz, uns com os outros;
com a tua direção dominamos largas faixas de energias da Natureza, no entanto te solicitamos amparo a fim de que não venhamos a utilizá-las em louvor do ódio e do egoísmo, e sim para a maior extensão do teu reino de harmonia e de amor entre as criaturas.
Senhor, deixa-nos escutar-te ainda o verbo que vara a muralha dos séculos e ensina-nos a discernir o bem do mal, para que o mal não nos arrase os tesouros da vida e do tempo. Tão-somente contigo encontraremos a estrada de nossa própria libertação, nos cipoais fulgurantes da frase trajada em louros de superfície com que se pretende hoje, em muitos setores da Terra, afundar-nos o coração nas trevas do materialismo destruidor.
É por isso que oramos, no limiar deste livro(*), rogando-te inspiração e luz para o necessário entendimento de teus ensinos, e assim procedemos, Senhor Jesus, porque todos nós, os filhos da Terra, precisamos de ti.
Emmanuel
Do livro Benção da Paz
FRANCISCO CANDIDO XAVIER
DITADO PELO ESPÍRITO EMMANUEL

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/