A VIDA ALÉM DA VIDA

a vida além da vida

Além da vida

 

O que nos espera depois da morte física?

Esta é uma pergunta que muitos se fazem. Ante o desconhecimento do que os aguarda, alimentam o terror da morte.
Pessoas há que sequer ousam mencionar a palavra, como se isso fosse atrair o fato para si ou para os seus. Mas isso não impede que a morte chegue.
O medo de morrer está muito em função do desconhecimento de que para além da vida corporal existe a verdadeira, a vida espiritual.
Embora alguns ainda duvidem, é uma certeza. Dr. Raymond Moody Jr., com residência na Escola de Medicina da Universidade de Virgínia, nos Estados Unidos, possui larga experiência sobre o assunto.
Com vários livros publicados, ele relata os casos de pacientes que tiveram Experiências de Quase Morte.
Isto é, pessoas que sofreram problemas graves, que quase lhes assinalaram a morte e retornaram, contando o que lhes aconteceu naquele período.
Embora alguns tratem tais relatos como alucinação, não se pode conceber que, ao retornarem ao corpo, após a morte aparente, tais criaturas relatem fatos, situações, quase sempre confirmados.
Mais recentemente, Dr. Moody passou a analisar o caso de crianças que sofreram morte aparente.
Porque, diz ele, se o adulto teve tempo para ser influenciado e modelado pelas experiências de sua vida e crenças religiosas, as crianças não estão profundamente influenciadas pelo ambiente cultural e nelas a experiência adquire um certo frescor.
É o caso da garota de sete anos que, ao atravessar um trecho congelado do rio, caiu e bateu a cabeça. Desmaiou e permaneceu inconsciente por doze horas.
Durante esse tempo, o médico não sabia se ela iria morrer ou viver.
A garota se viu em um jardim extraordinariamente belo, com flores semelhantes a dálias enormes.
Olhou em volta e viu um ser. Sentiu-se amada e acalentada pela sua presença. Foi uma sensação deliciosa, como jamais experimentara em sua vida.
O ser então lhe disse: Você vai voltar. E ela respondeu: Sim.
Ele perguntou por que ela queria retornar ao seu corpo e ela disse: Porque minha mãe precisa de mim.
Depois disso, sentiu-se descendo por um túnel. Acordou na cama, levantou-se e disse: Oi, mamãe.
Essa é uma boa evidência de que há vida depois da morte.
Prosseguiremos a viver sim, porque o Espírito é imortal e haverá de retornar, muitas vezes ainda, ao cenário da Terra, até sua completa depuração.
*   *   *
Quando as crianças relatam suas Experiências de Quase Morte, constata-se que um número surpreendente delas se veem em corpos espirituais adultos.
Tal fato está levando expoentes da Psiquiatria, da Psicologia e da Psicanálise à conclusão de que o homem não é um ser físico, vivendo experiências espirituais, mas um ser espiritual, temporariamente ligado a um corpo físico.
É a Ciência levando o homem a reconhecer as verdades já propaladas desde a remota Antiguidade e divulgadas pelo Cristo.
Redação do Momento Espírita, com base no cap. 3,
do livro
A luz do Além, de Raymond Moody, Jr.,
ed. Nórdica. Em 9.9.2013.

 

folha de árvore

A Vida além da Vida

 

A morte tem sido um tabu para muita gente. Muitos estudiosos através da ciência, procuram através de inúmeros acontecimentos, quase fatais, principalmente acidentes ou certos tipos de enfermidades, em que leva o ser humano a um estado de coma prolongado, descobrir o que acontece com esses seres humanos quando se encontram nessa fase transitória, entre a vida e a morte.
O Jornalista Joe Fisher e o psiquiatra canadense Joel L. Whitton, especialista em terapia de vidas passadas, retomou concepções antigas e modernas, esboçando um panorama geral desse estágio de existência.
O que acontece com a alma no período entre a morte e o renascimento? A partir do relato de 30 de seus pacientes e com a ajuda de seu amigo citado anteriormente explicam com riquezas de detalhes o processo pós-morte.
Quando em transe sinto uma completa mudança física depois de passar por uma morte anterior. Meu corpo se expande e enche todo o ambiente. Então, me inundo com os sentimentos mais eufóricos que conheci.
Este é um depoimento fantástico de um de seus pacientes. Relata que: acompanham esses sentimentos a total consciência e o entendimento de quem realmente sou, de minha razão de existir, e do lugar que ocupo no universo.
Tudo faz sentido; tudo é perfeitamente justo.
Além dessas, muitas outras referências sobre a vida entre as encarnações podem ser encontradas tanto no mundo antigo como no contemporâneo, vale ressaltar que a própria Bíblia está recheada desses processos.
Hoje com a regressão de memória fornecendo detalhes sobre o estado bardo, a projeciologia, a transcomunicação instrumental, o homem através da inteligência que Deus lhes deu, este enigma já foi esclarecido. Existe sim vida após a morte.
Rudolf Steiner, o fundador da antroposofia, cujo conhecimento da existência desencarnada foi obtido pela clarividência; do médium norte-americano Edgard Cayce, famoso por seus poderes extra-sensoriais e suas leituras físicas e de vidas passadas; e do médium desencarnado recentemente Francisco Cândido Xavier, que, psicografando André Luiz, fez descrições completas e pormenorizadas sobre a vida pós-morte.
O espírito ao deixar o corpo leva consigo, além de sua consciência, todas as suas experiências (evolução espiritual e moral, talento e instinto), as quais se manifestarão em sua vida ou vidas futuras.
Uma parte desta bagagem recebe de alguns autores o nome de psiquismo (O psiquismo é sem dúvida, ciência vasta, profunda, eclética, constrói a síntese da vida humana e a evolução do Espírito),
principalmente aquela inerente ao que comumente se chama de instinto (O instinto é a força oculta que solicita os seres orgânicos a atos espontâneos e involuntários, tendo em vista a conservação deles).
É uma espécie de inteligência. É uma inteligência sem raciocínio. Por ele é que todos os seres provêm às suas necessidades.
O instinto, é uma inteligência rudimentar que difere da inteligência propriamente dita. Em que suas manifestações são quase sempre espontâneas, ao passo que as da inteligência resultam de uma combinação e de um ato deliberado.
O instinto varia, em suas manifestações, conforme as espécies e às suas necessidades. Nos seres que têm a consciência e a percepção das coisas exteriores, ele se ali a inteligência, isto é, à vontade e à liberdade.
Os instintos são automatismos estereotipados e inatos que têm em geral um fim útil para o indivíduo e a espécie.
Reencarnação e a volta da alma ou Espírito à vida corpórea, mas em outro corpo especialmente formado para ele e que nada tem de comum com o antigo.
A vida além da vida faz parte de uma associação de poderes especais.
O mundo, em todo tempo, é uma casa em reforma, com a lei de mudança a lhe presidir todos os movimentos, através de metamorfoses e dificuldades educativas.
Os mundos felizes, na realidade, são mundos, onde regenerado, depurado de todos maus pendores, o Espírito só tem que progredir no bem, sem mais ter que lutar contra o mal. Esses mundos, como os espíritos que o habitam, se acham no princípio de semifluidez. Aí começa a desmaterialização do corpo.
Já o mundo fluídico é destinado à habitação de espíritos que, desde o estado de infância e de instrução, nunca faliram e que, conservando-se sempre puros na senda do progresso, progridem no estado fluídico.
Seguindo também marcha progressiva e hierarquicamente ascensional, há, em todos os graus da escala, mundos dessa categoria, apropriados e correspondendo aos estados de desenvolvimento e de progresso dos Espíritos que o habitam, estados que vão desde o de infância e instrução até o de puro espírito. Eles se tornam moradas de puros espíritos, quando hão chegado, de maneira progressiva, ao estado fluídico puro.

Antônio Paiva Rodrigues

Jesus o poeta

“EM TERMOS DE ETERNIDADE”

“Existem fortes razões biológicas para se
pensar que a existência da vida
se deve a um planejamento
inteligente ou seja,
D E U S “.

O Espiritismo expulsa o temor do coração, desanuvia o futuro e mantém a confiança na marcha da vida que escolhemos. Muitas religiões se impuseram pelo medo. Com a Doutrina Espírita ocorre o contrário, surge pela libertação diante do medo e das superstições.
Aliás diga-se com clareza que se os cultos religiosos no pretérito da humanidade forjaram tabus e crendices, disseminando vastos períodos de obscurantismo no concerto dos povos, é justo concordar que os receios do que está para vir no presente ou no futuro generaliza-se muito mais através da ciência que estabelece sombrios vaticínios com as perspectivas da guerra atômica, agora transformadas em pesadelo onipresente, sobrepairando sobre todas as cabeças, a começar pela dos próprios cientistas.
Reconheçamos com franqueza, que nenhuma ideia religiosa conseguiu amedrontar a tantos, com tanto ímpeto, em tão pouco tempo.A ameaça de caos criada pelos poderes científicos suscita na atualidade, uma inquietação internacional de que o mundo não tinha notícias e ante a qual as consciências impressionáveis não encontram refúgio ou solução.
Só a racionalidade da fé que o conhecimento das Leis do Espírito faculta, pode afastar de modo definitivo, as espessas nuvens de desespero e tensão que paralisam as almas. Entendamos que nenhuma edificação permanente no reino das forças morais de que se levantam o progresso e o aprimoramento das criaturas, consegue alicercear-se no medo. Ele paralisa o ânimo, entibia o talento, cerceia a liberdade, gera a impaciência e espalha o desequilíbrio.
Desfaçamos as criações fantasistas do temor pela certeza positiva nos destinos espirituais de tudo. A compreensão da lei das vidas sucessivas aclara os horizontes. O mecanismo de CAUSA E EFEITO, demonstra as ocorrências na Terra, através de exemplos tomados aos fatos.
Desfaz todos os enigmas da história de nações, coletividades, grupos e pessoas. A luz do discernimento espírita, a essência dos ensinamentos de Cristo, desponta límpida para quem o desejar. Aparece o espírito como sobrevivente legítimo de todas as provações ou catástrofes por piores sejam, o nada se esboroa. A Imortalidade triunfa.
Todo vazio no sentimento e toda vaguidade da ideia quanto ao porvir desaparecem para sempre. As diretrizes profundas, diante da existência e do Universo. se refazem num misto de bom senso e consolação. Não existem retoria de ilusões ou ficções de cérebros materialistas que resistam á lógica Espírita.
Ela é a nossa base erguida na rocha, nossa segurança sem limitações, nossa fonte de tranqüilidade, nossa chave de vivência harmoniosa e nossa esperança sempre em viver bem, cada vez melhor.
Raciocinemos , reflitamos, em Termos de Eternidade, vale a pena.

Forte abraço fraterno,

do ir. Jesus Carlos.

caminho para a luz

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/