alegria é o cântico das horas

Alegria é o Cântico das Horas – Meimei

alegria

Alegria é o cântico das horas

 

Alegria é o cântico das horas com que Deus te afaga a passagem no mundo.
Em toda parte, desabrocham flores por sorrisos da natureza e o vento penteia a cabeleira do campo com música de ninar.
A água da fonte é carinho liquefeito no coração da terra e o próprio grão de areia, inundado de sol, é mensagem de alegria a falar-te do chão.
Não permitas, assim, que a tua dificuldade se faça tristeza entorpecente nos outros.
Ainda mesmo que tudo pareça conspirar contra a felicidade que esperas, ergue os olhos para a face risonha da vida que te rodeia e alimenta a alegria por onde passes.
Abençoa e auxilia sempre, mesmo por entre lágrimas.
A rosa oferece perfume sobre a garra do espinho e a alvorada aguarda, generosa, que a noite cesse para renovar-se diariamente, em festa de amor e luz.

 

Autor: Meimei
Psicografia de Chico Xavier

tristeza meimei

Gratidão

 

 

Agradeço, alma querida e boa,
A presença e o carinho
Com que vens partilhar a festa da
amizade,
Espargindo esperança ao longo do
caminho.
Sei que deixastes obrigações ao longe
Para colaborar
No alívio aos companheiros que
carregam
Solidão, abandono, infortúnio,
pesar…
Trocaste as horas de refazimento,
De alegria e lazer,
Para aceitar conosco o amparo aos
semelhantes
Por sublime dever.
A ternura fraterna que nos trazes
Lembra clarão de renascente aurora,
Dissipando, de chofre, a sombra que
domina,
A dor que se tresmalha e a penúria que
chora.
Pôs mais rebusque o mundo das
palavras,
Não consigo compor
A frase que enalteça ou que defina
O teu gesto de amor.
Por isso, digo apenas,
Ante a luz da oração que nos bendiz:
– Deus te guarde, alma irmã, Deus te
compense,
Deus te faça feliz!…

 

Autor: Meimei
Psicografia de Francisco Cândido Xavier

perfeição meimei

Mensagem da Criança

 

 

Dizes que sou o futuro.
Não me desampares o presente.
Dizes que sou a esperança da paz.
Não me induzas à guerra.
Dizes que sou a promessa do bem.
Não me confies ao mal.
Dizes que sou a luz dos teus olhos.
Não me abandones às trevas.
Não espero somente o teu pão.
Dá-me luz e entendimento.
Não desejo tão só a festa de teu carinho.
Suplico-te amor com que me eduques.
Não te rogo apenas brinquedos.
Peço-te bons exemplos e boas palavras.
Não sou simples ornamento de teu caminho.
Sou alguém que bate à porta em nome de Deus.
Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo…
Ajuda-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.

 

Pelo Espírito Meimei
XAVIER, Francisco Cândido.
Antologia da Criança. Espíritos Diversos. IDEAL.

criança meimei

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/