A ALMA QUE TEM O BRILHO DA HONESTIDADE

troféu da honestidade

O brilho da honestidade

Não existe troféu mais lindo na face da Terra e no mundo espiritual, do que a alma que tem o brilho da honestidade.
Vera Jacubowski

evangelho

Ainda Vale a Pena Ser Honesto?

Até que ponto vai o limite de uma honra e uma vida? Ainda vale a pena ser honesto?

O que é Honestidade:

A honestidade, é um adjetivo de ser verdadeiro; não mentir, não furtar, não alterar, não adulterar, não fraudar, não enganar. Em se tratando de instituições e de pessoas implica em combater a malandragem, a mentira, a sonegação, derrocar a “Lei de Gerson” ( levar vantagem em tudo).
Muito já se falou no passado dobre a honestidade :
-“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”-Rui Barbosa
-“A honestidade é elogiada por todos, mas morre de frio.”-Juvenal
-“Viver feliz não é mais do que viver com honestidade e retidão.” -Cícero
-“Aquele que perde a sua honestidade já não tem mais nada a perder.”-Nietzsche
-“Para ser mestre da tua palavra, deves ser escravo da tua consciência.”-Sukhorukov
– À mulher de César (imperador) não basta ser honesta…tem que parecer ser honesta ( antigo adágio romano)
-“Hoje em dia as pessoas não respeitam nada. Antes, colocávamos num pedestal a virtude, a honra, a verdade e a lei…A corrupção campeia na vida americana de nossos dias. Onde não se obedece outra lei, a corrupção é a única lei. A corrupção está minando este país. A virtude, a honra e a lei se evaporaram de nossas vidas”.- Al Capone ao jornalista Vanderbilt Jr., poucos dias antes de ir para a prisão por sonegação de impostos.

Casos de Desonestidade

A honestidade está em cheque atualmente. Nos noticiários parece que não escapa ninguém. No noticiário político, um mar de lama; no bloco econômico, golpes dos mais variados tipos com prejuízos globais na casa do bilhões; nos esportes é o doping aqui, suborno ali, manipulação de resultados acolá; no campo geral trapaças nos colégios, apropriação indébita nas faculdades, na fila do trânsito, na internet , engôdos em filas de bancos , não escapam nem crianças nem idosos, mulheres grávidas ou incapacitados…
Algumas empresas já dispõem em seus orçamentos uma parcela para propina de auditores ou de gerentes de empresas que lhes compram os produtos; todos os anos , pela época do ajuste fiscal com o Imposto de Renda , milhões gastam horas de sono planejando ou elucubrando uma forma de “tapear o Leão”.
O clima de desonestidade chegou a tal ponto, que na Alemanha, um dos países mais ” civilizados” do mundo , até o ano de 2002 , o dinheiro gasto em propina no exterior poderia ser declarado para ser abatido na folha de ajuste com o IR alemão. E a justificativa era o total respeito à cultura nativa :se a corrupção faz parte do cotidiano de um determinado país, não seriam os alemães a lutarem contra a maré, prejudicando seus próprios interesses. Neste caso, os fins justificam os meios e todos saem satisfeitos: o subornado com dinheiro extra no bolso, os funcionários alemães com seus empregos, a empresa alemã com seus negócios e o governo com seu imposto.
A organização não governamental “Transparência Internacional” criou duas listas para denunciar anualmente a corrupção: os corruptos e os corruptores.
Já há quem considere ser desonesto uma característica de liderança e inteligência. Há quem aceite políticos desonestos, mas que trabalham em benefício do povo. Há quem prefira escolher pessoas desonestas par comandar suas cidades, tentando evitar pessoas violentas no poder…seria a melhor conduta?
Com as mudanças de costumes dos últimos anos , o foco de investimento pessoal foi mudando da satisfação pessoal e na construção de uma família sólida para o foco do sucesso instantâneo, acumulo de bens e na aquisição de poder. Neste perigoso jogo de interesse, os fracos não têm vez.
Até algum tempo atrás alguém iniciava um empreendimento profissional já sabendo que tudo o que teria ao se aposentar seria o acúmulo de longos anos de paciente e árduo trabalho. Mas sabia também que não faltariam recursos para educar os filhos e passeios nas férias familiares. Hoje, a nova geração , às vezes chamada de “geração X”, ainda na faculdade já ambiciona se aposentar com uma gorda conta bancária, de preferência milionária, já estando com casa, comida, carro e uma poupança em cinco anos de trabalho leve e sem atropelos, com viagens de lazer ao longo de um ano de labuta. Para a execução deste ambicioso plano, como se pode perceber, meios éticos estão descartados.
Muitos reclamam da desonestidade do planeta, mas continuam jogando lata de refrigerante, cerveja ou papel pela janela do carro em plena via pública, contribuindo para entupir os bueiros e esgotos, tão necessários em épocas de chuva, o que resulta em inundações na cidade; outros cortam as longas filas nas autovias trafegando na faixa do acostamento, o que não é permitido . Quando “pegas no flagrante”, tentam dar um “jeitinho” oferecendo propina para o guarda de trânsito; outras driblam filas, outras sonegam impostos, outras isso, outras aquilo… cada um com uma justificativa. Mas todos sonham com um mundo de paz …que comece pelo outro.
Há quem afirme que o modo mais fácil de se achar alguém desonesto (que falte com a verdade, com o justo, com o probo e com o ético) é procurar no espelho do banheiro…será verdade?
Porque tantos casos de desonestidade? Haveria realmente tantos motivos para pessimismo?

felicidade e amor

Motivos Para Ser Desonesto

1)Fraqueza de Caráter: Os seres humanos, como qualquer criatura no universo em geral são motivados a fugir da dor e perseguir o prazer e seguir a lei do menor esforço. Crianças com educação doméstica deficiente, com pais e mães permissivos, criados sem diálogos sobre o certo e o errado e principalmente sem o exemplo que arrasta aprendem a dar vazão aos seus instintos mais primitivos. Desde crianças são daquelas que se arrependem…apenas quando são “pegas com a boca na botija”;
2)Problemas de Autopercepção : O distúrbio da formação de caráter promove uma rachadura na percepção objetiva da realidade. Não tendo como comparar ética e moral com o imoral e o ilegal, pois nunca conheceu de verdade a nobreza de uma educação. Dessa forma é comum que justamente a pessoa desonesta acredite em sua própria honestidade e desconfie dos demais, usando sofismas para suas atitudes ” todo mundo faz”, ” um jeitinho”, “dançar conforme a música”, “o mundo é dos espertos”;
3)Tentação: Sem uma cultura de obter por esforço e mérito pessoal, há pessoas que tudo que desejam da vida é casa, comida, roupa lavada e um milhão por mês , sem ter que sair da cama e do ar condicionado. Quanto mais deixar uma grande oportunidade de obter benefícios…” tolo é quem deixa passar as oportunidades”, pensam. Quando esta emoção de tentação se encontra com alguém com espírito competitivo, a pólvora e o fogo se encontram;
4)Apegos: Em todas as épocas, a beleza, a pompa , o luxo e o sensual eram cantados e decantados em prosa e versa. Quem não gostaria de viver numa casa luxuosa, cercado de serviçais, comendo do bom e do melhor, descansando à beira da piscina, sem ter nada para se preocupar? Este apelo ao sensualismo diz respeito a nosso apego e escravidão aos cinco sentidos e ao que eles podem nos proporcionar. Na ânsia por ter e manter um alto padrão, muitos se corrompem, arranjando justificativas e racionalizações para seus indefensáveis atos;
5) Cultura : Em algumas culturas , é comum troca de presentes, cortesias, amenidades. Em outras é comum se exigir o pagamento de ” dotes” para se poder exercer uma atividade ou negócios. Em outras, ainda existe o fato de se prestar um mal serviço se não receber uma boa gorjeta. E ainda há, para piorar as coisas locais onde as autoridades constituídas, exigem a sua parte do bolo, para que tudo possa correr naturalmente ;
6)Pressão da Família : O ideal de algumas famílias é obter o máximo de seus membros para se manter o status, a pose, a aparência. Em muitas localidades a aparência tem um peso maior do que a realidade. Logo a carga de pressão de valores cultuados desde cedo, dificultam a libertação das garras da desonestidade;
7)Pressão dos Amigos : Há amigos que também querem tirar proveito do trabalho de outros, estimulam a fraqueza de caráter que resulta num aprisionamento e numa falsa valorização da ” virtude ” de ser esperto;
8) Pressão de Si Mesmo: Na tentativa de dar melhores condições de vida e de subsistência à sua família, muitas pessoas se entregam a falsas motivações e justificativas para afundar no mar de lama de desonestidade. Assim, sendo se permitem pequenos prazeres, discretos deslizes, algumas mentirinhas e assim o ciclo vicioso amarra uma âncora nos pés do auto-iludido;
9)Pressão do Trabalho : O objetivo de uma empresa é gerar lucro. Pessoas não são o objetivo da empresa. Sendo assim, a política da empresa é lucro a qualquer custo. As metas são a prioridade, pessoas, regras e leis não.Só se pode atingir as metas seguindo as próprias leis. Desta forma, ensinam aos seus funcionários, que ” corrupção é errada, contudo inevitável”;
10)Falta de Objetivos na Vida : A falta de um propósito, uma razão para existir, de um sentido na vida promove uma concentração de energias numa única direção: ” o si mesmo”. Logo onde só há espaços para o ” eu”, os “outros” são supérfluos”. Logo se não há espaços para os “outros”, qualquer atitude para se obter o que se deseja ,nem que para isso se passe por cima dos outros, da ética e da moral.
11)Uma Mente Psicopata: Em alguns casos, o portador de uma mente sem nenhuma moral, sem nenhum sentimento de remorso, inconsequente, egoísta ao extremo pode promover uma avalanche de efeitos nocivos sem nem ao menos se incomodar com eles. Há que já fez desfalques em bancos para construir uma casa de praia, quem desviou dinheiro público de prefeitura para adquirir uma banda de forró ou utilizou verba de educação para construir uma vila particular para arrendamento. Trata-se de uma mente doentia que a ciência psiquiátrica começa a decifrar.
12)Falta de Uma Educação Moral e Consciência Coletiva: O enfraquecimento da instituição família, obrigando ambos os genitores a ter que se ausentar da educação moral e religiosa dos filhos, às vezes entregando-os a terceiros, babás, empregadas, televisão ou irmãos menores termina enfraquecendo os elos com os demais seres do planeta e promove uma cadeia de eventos que resultarão em egolatria, ou seja, amor aos próprios interesses muito acima dos demais.

Vale a Pena Ser Honesto

A honestidade também pode ser flagrada nos noticiários veiculados pela mídia.
Todas as semanas encontramos exemplos de pessoas que não se envergonham de trabalhar em patamares de honestidade:
– Entregam produtos solicitados nas especificações contratadas no prazo combinado;
-Pessoas que devolvem celulares, carteiras, objetos, bolsas aos seus legítimos donos quando poderiam aproveita-se do “ achado não é roubado” e “ tirar vantagem”, mas não o fazem;
– Pessoas que devolvem altas quantias em dinheiro encontradas em pastas, bolsas ou caixas aos donos ou às autoridades;
– Pessoas que em suas profissões de prestadores de serviços cobram apenas pelo serviço efetuado sem acrescentar uma vírgula ou um zero no pagamento;
– Pessoas que não usam o verbo para mentir ou corromper outros ainda que estes estejam sob seu comando;
-Pessoas que trabalham de sol a sol, suando o rosto e a camisa sem se utilizar de meios escusos para trazer mais tranquilidade, comida e conforto para dentro de casa;
Num mundo de sete bilhões de pessoas respirando , se alimentando, trabalhando, dormindo e acordando num período de 24 horas, com certeza algo de bom aconteceu. Mas a mídia vende apenas as notícias que agradam à maioria, isto é, notícias de dor e de fracasso,  de sofrimento e de desdita de outras pessoas , o que leva a quem assiste sentir-se com a alma lavada por ter uma vida menos desgraçada. As más notícias dão ibope e o desonesto é valorizado.
Tomemos como exemplo os maus políticos, corruptos,  desonestos mas que continuam a ser reeleitos por um povo que no fundo compartilha dos mesmos valores,  pois não esqueçamos que o político é a representação do povo que o elegeu. Um povo consciente, orientado, interessado,  cidadão exigiria leis rígidas que punissem o infrator exemplarmente.

justiça amor honestidade

Motivos Para Ser Honesto

1)Tranquilidade: Ir para cama sem a preocupação de refletir a quem se fez mal, a quem se prejudicou, quantos sofrimentos infligiu, quanta dor promoveu, isto não tem dinheiro que pague…nem cartão de crédito que financie. Poder olhar “olhos nos olhos das pessoas” sem ter que olhar para baixo ou desviar o olhar é gratificante e dá um sabor especial à existência. Colaborei, não parasitei;
2)Amor –Próprio: Diferente de uma atitude egoísta, que é parasitária , o amor –próprio é proativo, construtivo, empreendedor. Eu reconheço meu crescimento, minha expansão de consciência, meu gerenciamento de minha vida, de meu tempo, de meus valores numa expansão perceptível por todos, resultando num bem estar, num pulsar de endorfinas, num grau de segurança e de felicidade inabaláveis. Tanto faz morar numa mansão ou numa palafita, estou bem, sinto força e presença por dentro de mim…a vida pulsa.
3)Amadurecimento: Quando o indivíduo passa a desempenhar melhor, com mais eficiência, quando as relações com os demais são mais prazerosas, construtivas e harmônicas, quando nota-se o engrandecimento e alcance das decisões e o fruto do trabalho é o bem estar geral, sem desgraça alguma agregada, o processo de amadurecimento está em pleno andamento em direção à plenitude da existência;
4)Harmonia Familiar : Amar e sentir-se amado ,com trocas espontâneas de afetividade , de carinho e de devoção incondicional , onde todos valorizam-se pelo que são , não pelo que produzem , possuem ou poderão promover.
5)Paz de Espirito: A integração com a força que sustenta o Universo , com o Criador, com o Pai Celestial , com Deus ou como homem que se deseje utilizar, associado com uma consciência de responsabilidade planetária e solidária aos mais atrasados moral, social ou espiritualmente falando, além de empatia pela vida de todos os seres e respeito aos ambientes.
Lembremos que quem desenvolve uma virtude semeia outras. E quem semeia uma virtude, no mínimo colhe duas.

O que diz a Doutrina Espírita?

II DIREITO DE PROPRIEDADE. ROUBO

880. Qual é o primeiro de todos os direitos naturais do homem?

— O de viver. É por isso que ninguém tem o direito de atentar contra a vida do semelhante ou fazer qualquer coisa que possa comprometer a sua existência corpórea.

881. O direito de viver confere ao homem o direito de ajuntar o que necessita para viver e repousar, quando não mais puder trabalhar?

— Sim, mas deve fazê-lo em comum, como a abelha, através de um trabalho honesto, e não ajuntar como um egoísta. Alguns animais lhe dão o exemplo dessa prudência.

882. O homem tem o direito de defender aquilo que ajuntou pelo trabalho?

— Deus não disse: “Não roubarás”? E Jesus: “Dai a César o que é de César”?
Aquilo que o homem ajunta por um trabalho honesto é uma propriedade legítima, que ele tem o direito de defender. Porque a propriedade que é fruto do trabalho constitui um direito natural, tão sagrado como o de trabalho e viver.

883. O desejo de possuir é natural?

— Sim, mas quando o homem só deseja para si e para sua satisfação pessoal, é egoísmo.

883-a. Entretanto não será legítimo o desejo de possuir, pois o que tem com o que viver não se torna carga para ninguém?

— Há homens insaciáveis, que acumulam sem proveito para ninguém ou apenas para satisfazer as suas paixões. Acreditas que isso seja aprovado por Deus? Aquele que ajunta pelo seu trabalho, com a intenção de auxiliar o semelhante pratica a lei de amor e caridade e seu trabalho é abençoado por Deus.

884. Qual é o caráter da propriedade legítima?

— Só há uma propriedade legítima, a que foi adquirida sem prejuízo para os outros. (Ver item 808).
A lei de amor e de justiça proíbe que se faça a outrem o que não queremos que nos seja feito, e condena, por esse mesmo princípio, todo meio de adquirir que o contrarie.

885. O direito de propriedade é sem limites?

– Sem dúvida, tudo o que é legitimamente adquirido é uma propriedade, mas, como já dissemos, a legislação humana é imperfeita e consagra frequentemente direitos convencionais que a justiça natural reprova. É por isso que os homens reformam suas leis à medida que o progresso se realiza e que eles compreendem melhor a justiça. O que num século parece perfeito, no século seguinte se apresenta como bárbaro. (Ver item 795).

qualquer lugar

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/