A RELIGIÃO RICA EM ESPIRITUALIDADE

religião

RELIGIÃO RICA EM ESPIRITUALIDADE

Jesus nos ensina que devemos seguir a religião pobre
em coisas materiais, mas rica em espiritualidade.
Tadeu Luiz
“Irmão lobo, você prejudica a muitos nestas paragens e faz um grande mal. Todas estas pessoas o acusam e o amaldiçoam. Mas, irmão lobo, eu gostaria de fazer a paz entre você e essas pessoas.”

O que temer? Nada.
A quem temer? Ninguém.
Por que? Porque aqueles que se unem a Deus obtém três grandes privilégios: onipotência sem poder; embriaguez, sem vinho e vida sem morte.
São Francisco de Assis

Religião e Deus

 Quantos são os caminhos para encontrar Deus? De quantas estradas é feito o nosso trilhar para entender as coisas de Deus? Quais são os caminhares que nos levam a Deus?
Não houve na História da Humanidade cultura alguma que não tivesse nos seus valores o entendimento de Deus.
As formas de interpretação da Divindade variaram às centenas, porém, nenhum povo houve que negasse a existência de uma força maior a comandar os desígnios do Universo.
Assim, crer na existência de Deus transcende o aspecto cultural e se insere na essência do sentimento humano de que existe um Criador a gerar a vida, do macro ao microcosmo.
E, ao longo da História, vários foram os ensaios para se explicar e entender Deus.
Seja o deus castigo e vingança das civilizações antigas, ou o deus concebido em forma humana, como nas mitologias greco-romanas, ou ainda o deus natureza dos celtas, sempre foram tentativas do homem de entender Deus.
E hoje, como entendemos Deus?
Provavelmente as suas respostas e explicações acerca da Divindade estão pautadas em uma explicação doutrinária ou religiosa.
E é exatamente para isso que as religiões se estruturam: para nos ajudar a redescobrir Deus, Suas Leis, Seus desígnios e para Ele nos voltarmos.
Desta forma, podemos entender a religião não como um fim e sim um meio. O meio que encontramos para entender Deus e tê-Lo na nossa vida diária.
E, sendo a religião o meio que usamos para reencontrar Deus, é natural que cada um de nós tenha necessidade de um caminho que seja coerente e próprio em relação ao seu amadurecimento emocional, seus valores e conceitos.
Por isso, cada um de nós escolhe essa ou aquela escola religiosa, esse ou aquele caminho para chegar a Deus.
Porém, para Deus, todos os caminhos que levem a Ele são dignos de respeito. Toda doutrina, toda religião que nos torne melhores, é válida.
Além disso, devemos lembrar que a religião por si só não basta em nossa vida. Como também, para sermos pessoas de bem, a religião não é imprescindível.
Há inúmeras pessoas que, sem professarem nenhuma religião, têm uma vida de respeito ao próximo, de conduta ilibada, de retidão de caráter inquestionável.
E outras, apegadas a essa ou aquela escola religiosa, se mostram só preocupadas com a externalidade da religião, cuidando muito pouco do seu mundo íntimo.
Se a religião que escolhemos nos faz pessoas melhores, nos ajuda a entender as Leis de Deus, a nos entender e a entender ao próximo, essa é a melhor religião para nós.
Porém, se ainda nos vinculamos a uma religião, preocupados com o que os outros estão vendo ou pensando, somente para satisfazer vaidades ou expectativas nossas ou de outros, há que se repensar como estamos construindo nossa relação com Deus.
O mais significativo para nós deve ser perceber que a religião que adotamos é o meio que encontramos de construir a religiosidade em nós, do entendimento de Deus, respeitando o próximo nos caminhos que ele escolher para compreender  Deus e trazê-Lo para dentro de si.

Redação do Momento Espírita.
Em 28.05.2010

Doutrina Espírita


Toda crença é respeitável.
No entanto, se buscaste a Doutrina Espírita, não lhe negues fidelidade.
Toda religião é sublime.
No entanto, só a Doutrina Espírita consegue explicar- te os fenômenos mediúnicos em que toda religião se baseia.
Toda religião é santa nas intenções.
No entanto, só a Doutrina Espírita pode guiar-te na solução dos problemas do destino e da dor.
Toda religião auxilia.
No entanto, só a Doutrina Espírita é capaz de exonerar- te do pavor ilusório do inferno, que apenas subsiste na consciência culpada.
Toda religião é conforto na morte.
No entanto, só a Doutrina Espírita é suscetível de descerrar a continuidade da vida, além do sepulcro.
Toda religião apregoa o bem como preço do paraíso aos seus profitentes.
No entanto, só a Doutrina Espírita estabelece a caridade incondicional como simples dever.
Toda religião exorciza os Espíritos infelizes.
No entanto, só a Doutrina Espírita se dispõe a abraçá-los, como a doentes, neles reconhecendo as próprias criaturas humanas desencarnadas, em outras faixas de evolução.
Toda religião educa sempre.
No entanto, só a Doutrina Espírita é aquela em que se permite o livre exame, com o sentimento livre de compressões dogmáticas, para que a fé contemple a razão, face a face.
Toda religião fala de penas e recompensas.
No entanto, só a Doutrina Espírita elucida que todos colheremos conforme a plantação que tenhamos lançado à vida, sem qualquer privilégio na Justiça Divina.
Toda religião erguida em princípios nobres, mesmo as que vigem nos outros continentes, embora nos pareçam estranhas, guardam a essência cristã.
No entanto, só a Doutrina Espírita nos oferece a chave precisa para a verdadeira interpretação do Evangelho.
Porque a Doutrina Espírita é em si a liberalidade e o entendimento, há quem julgue seja ela obrigada a misturar-se com todas as aventuras marginais e com todos os exotismos, sob pena de fugir aos impositivos da fraternidade que veicula.
Dignifica, assim, a Doutrina que te consola e liberta, vigiando-lhe a pureza e a simplicidade, para que não colabores, sem perceber, nos vícios da ignorância e nos crimes do pensamento.
“Espírita” deve ser o teu caráter, ainda mesmo te sintas em reajuste, depois da queda.
“Espírita” deve ser a tua conduta, ainda mesmo que estejas em duras experiências.
“Espírita” deve ser o nome de teu nome, ainda mesmo respires em aflitivos combates contigo mesmo.
“Espírita” deve ser o claro adjetivo de tua instituição, ainda mesmo que, por isso, te faltem as passageiras subvenções e honrarias terrestres.
Doutrina Espírita quer dizer Doutrina do Cristo.
E a Doutrina do Cristo é a doutrina do aperfeiçoamento moral em todos os mundos.
Guarda-a, pois, na existência, como sendo a tua responsabilidade mais alta, porque dia virá em que serás naturalmente convidado a prestar-lhe contas.
XAVIER, Francisco Cândido. Religião dos Espíritos. Pelo Espírito Emmanuel. FEB.

humildade ABRE PORTAS

A Maestria de Ensinar.

Ensinar, palavra linda que enfeita as fileiras de nossos dicionários e da nossa vida.
Vamos refletir por instantes na profundeza, necessidade e responsabilidade do significado desta palavra. Ensinamos e aprendemos pela eternidade, por todas as moradas da casa do Pai que passamos. Somos um receptor e um captador universal de ensinamentos.
Emmanuel, grande espírito, hoje de Luz, atuante na iluminação da terra do Cruzeiro, nos ensina com maestria que “Somos médicos de nós mesmos”. Quero lembrar a vocês que também somos “Professores e aprendizes de nós mesmos”. Precisamos nos conscientizar deste fato.
Vivemos num emaranhado de influências, ondas de todas as amplitudes. Nesse entrelaçar de almas, nada mais natural que recebermos e influenciarmos.
Assim filhos, vejam como precisamos analisar nossas atitudes a todo instante. Como é importante a ciência de que todos os pensamentos que jogamos no universo, no qual estamos inseridos, é de inteira responsabilidade nossa. Por isso falamos em “poluição energética”.
Plasmamos um pensamento e este começa a fazer parte do universo.
Venho hoje, compartilhar com meus filhos do coração, que individualidade é uma ilusão. Não se iludam acreditando que escondes atos e atitudes. Somos um livro aberto. Ainda arraigados na matéria, vivenciando a transição do ser Fisiológico para o Psicológico. Somos um centro gerador de energias. Como sabemos, um gerador de energia pode ser positivo ou negativo. Neste ponto entra nosso livre arbítrio. Qual a energia que desejamos produzir para o universo?
Vamos refletir filhos! Com muito amor, estou aqui para acompanhar vocês quando a opção for gerar corrente energética para o Bem.
Para quem este bem? O Evangelho nos ensina que o maior beneficiado na ação do amor e do bem “somos nós mesmos”. Dormindo, acordados, trabalhando, no laser estamos sempre ensinando e aprendendo.
Vejam filhos, a nossa responsabilidade é muito grande. A prática do Evangelho nos leva ao exemplo. Esse é o maior evangelizador: Praticar, corrigir, aprender, praticar. È um fluxograma circular que vamos vivenciando.
A mensagem que quero deixar para vocês hoje é que quando estiverem a ponto do “Ser fisiológico” (movido pelo instinto, sensações) estiver aflorando e nos fechando em nosso egocentrismo, vamos lembrar que estas atitudes servirão de aprendizado para alguém. Estamos sendo professores. Não se culpe, não se cobre. Somente lembre que nosso caminho é aprendermos para nos transformar em “Ser psicológico” (age com discernimento sem instinto e sensações). Estamos sendo aprendizes.
Filhos queridos, vamos ensinar e aprender a gerar Amor para o Universo. Deixo vocês com estas poucas letras para que sirvam de sinalizador e alerta quando meus filhos estiverem a beira de atitudes desequilibradoras do seu universo interior.
Vamos focar no nosso policiamento, reflitam que a todo instante somos mestres e aprendizes e voltem a seus afazeres com o firme propósito de gerar amor, trabalhar em amor, para o universo, para o próximo, por nós mesmos.
Luz, Paz e o Amor de Maria de Nazaré a cada filho meu que neste instante esta despertando para o Amor Fraternal!
Espírito: Irmão José. 14.10.2013
Médium: Ariana
GRUPO DE ESTUDOS MEDIÚNICOS MARIA DE NAZARÉ

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/