CORONAVÍRUS SOB A VISÃO ESPÍRITA

Mensagem do Espírito Bezerra de Menezes

JESUS

É para esse Homem Incomparável, que neste momento em que se clausura a XXII Conferência proferida pela Federação Espírita do Paraná, que os seres angélicos que administram o nosso destino, comparecem para repetirem, como os mártires:
– Ave, Cristo, aqueles que te amamos, te saudamos e homenageamos.
Jesus, meus filhos, é o Zênite e o Nadir das nossas especulações.
Jamais tivemos tanta necessidade desse Pastor querido e jamais a Humanidade apresentou tanto amor como nestes dias.
O amor à natureza, nas suas mais variadas expressões. Nesse amor à natureza há tudo que em a natureza vibra e vive: os nossos irmãos da escala zoológica, animais, os nossos inimigos, os nossos amigos e irmãos.
Nunca houve tão bela e nobre consciência dos ditados de Jesus porque nos não deixou órfãos.
Permitiu que as luminíferas estrelas caíssem dos céus sobre a Terra, na escuridão pós Revolução Francesa, que estimularia ao mundo as canções de liberdade, pelas Américas, arrebentando os grilhões do colonialismo que a Humanidade, de alguma forma, ainda impõe na sociedade carente.
Em tempo algum Jesus foi tão exaltado, tão combatido. E isso nos merece reflexão.
Exultemos e não temamos.
A morte não é o fim, é a grande libertadora da escravidão carnal.
Não vos preocupeis demasiadamente com a presença pandêmica do vírus, cujo momento será mais tarde entendido nas suas razões, nas suas origens e no porquê chegou-nos agora, provocando pânico e dor.
Vós, que conheceis Jesus, mantende o respeito às leis, buscando a precaução recomendada pelas autoridades sanitárias, mas não oculteis a mão socorrista aos padecentes, não negueis a palavra libertadora aos que se preparam para enfrentar a Imortalidade.
Não saiais de onde fostes colocados numa inútil e enganosa tentativa de impedir a contaminação.
Buscai a pureza íntima e, sobretudo, alimentai-vos da fé dinâmica, corajosa e gentil, amando a todos, evitando as paixões que dividem, e as experiências que desunem.
Hoje quiçá, mais do que nunca, Jesus precisa de vossas mãos, falar pelos vossos lábios, sentir o calor da vossa compaixão e a misericórdia dos vossos sentimentos.
O grande antídoto para todos os males é o amor responsável, é o amor dinâmico, é o amor que doa e não se preocupa em receber nem mesmo um sorriso do beneficiário.
Não penseis que vos encontrais a sós. Os Céus enviam os seus embaixadores para que o intercâmbio entre encarnados e desencarnados se faça com muito mais facilidade.
Tende o cuidado para que as vossas ondas mentais sincronizem-se com as mentes que administram as vidas, e evitai descer o vosso pensamento às páginas da agonia, onde se encontram as forças ultrajantes que estão produzindo as dores por necessidade da evolução do Planeta.
Ide, como Jesus disse aos quinhentos da Galileia, e pregai pelo exemplo, pela palavra iluminada e pelo exemplo da abnegação.
As forças vivas do Universo estão conosco, no doce intercâmbio convosco.
Ide e amai.
Em nome dos Espíritos espíritas, nós suplicamos ao Senhor que nos abençoe e nos guarde em paz.
São os votos do servidor humílimo e paternal.
Bezerra.
XXII Conferência Estadual Espírita.
Mensagem de Bezerra de Menezes, recebida pela psicofonia de Divaldo Franco no encerramento da Conferência, em 15.03.2020, no Expotrade – São Jose dos Pinhais (PR)

Coronavírus – Uma Visão Espírita

Eliana Haddad

Iniciamos este ano com a notícia de uma epidemia causada pelo coronavírus, um grupo de vírus já conhecido desde 1960 e que provoca doenças que vão de infecções leves a moderadas até as mais graves, como a pneumonia, e que podem levar à morte. O vírus foi detectado inicialmente na China, em Wuhan.
Seu período de incubação é de 2 a 14 dias e apresenta como principais sintomas: coriza, dor de garganta, febre, tosse e falta de ar. A transmissão acontece por meio de tosse ou espirro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.
Desde dezembro do ano passado, quando surgiram os primeiros casos na cidade chinesa de Wuhan, 600 pessoas morreram e o número de infectados já soma 30 mil casos. Cidades são isoladas, aeroportos fiscalizados, mercado financeiro e turismo sofrem as consequências pelo medo do avanço da doença e o mundo, enfim, realmente se assusta, pois vários locais já foram atingidos.
A Organização Mundial da Saúde declarou estado de emergência global, advertindo também para a solidariedade entre os países.

O aspecto espiritual

Independentemente de medidas urgentes a serem adotadas, visando estancar a proliferação do vírus, vale refletir sobre alguns aspectos interessantes a serem observados: Por que nem todos são contaminados? Por que uns morrem (2% dos infectados, segundo a OMS) e outros não? Inicialmente, o espiritismo explica que as doenças fazem parte das provas e das vicissitudes da vida terrena.
“Nos mundos mais adiantados, o organismo humano, mais depurado e menos material, não está sujeito às mesmas enfermidades”. As condições de vida são muito diferentes da Terra. Também, “nos mundos felizes, as relações entre os povos são sempre amigáveis e nunca são perturbadas pela ambição de escravizar o vizinho, nem pela guerra”.
Ora, em resumo, o mal ali não se faz presente, não havendo expiações. Isso significa que na Terra ainda vivemos uma infância espiritual de muitos contrários. “Tendes necessidade do mal para sentir o bem. Da noite para admirar a luz, da doença para apreciar a saúde”, nos ensinam os espíritos superiores. Santo Agostinho, em 1862, em Paris, fez uma observação sobre as afinidades e desafios enfrentados pelos espíritos nos mundos expiatórios.
A Terra lhes seria fornecida como um dos tipos desses mundos. “As variedades são infinitas, mas têm como caráter comum servir como local de exílio a Espíritos rebeldes à lei de Deus. Esses espíritos aí têm que lutar, de uma só vez contra a perversidade dos homens e a inclemência da natureza.
Trabalho duplamente penoso, que desenvolve ao mesmo tempo as qualidades do coração e as da inteligência”, explica em O evangelho segundo espiritismo.

Não há acasos

É claro que uma epidemia assusta, preocupa, mas é interessante que se tenha esses conceitos espirituais em evidência antes de se arriscar a fazer qualquer observação, pois Deus, em sua perfeição e misericórdia, atua através de leis também perfeitas e misericordiosas para que o progresso seja atingido em toda sua Criação. Por isso não há acasos.
O pensamento materialista nos leva a conclusões precipitadas, que incluem percepções errôneas referentes a castigos, desarmonia, confusão, desleixo e fatalidade.
A visão espiritualista, porém, nos colocando acima dos males do corpo físico, convida-nos ao trabalho e à confiança no futuro para superarmos as dificuldades. O aprendizado é lento e mas contínuo.
“Temos, assim, de nos resignar às consequências do meio onde nos coloca a nossa inferioridade, até que mereçamos passar a outro. Isso, no entanto, não é de molde a impedir que, esperando que tal se dê, façamos o que de nós depende para melhorar as nossas condições atuais.
Se, porém, malgrado aos nossos esforços, não o conseguirmos, o espiritismo nos ensina a suportar com resignação os nossos passageiros males”, esclarece o espiritismo.
Outro ponto importante a ser observado é a mudança de estado dos Espíritos em evolução, ora encarnados, ora desencarnados. Uns chegam e outros se vão todos os dias por motivos diversos. Alguns regressam ao mundo espiritual em desencarnes coletivos, como no caso das guerras, tragédias e epidemias.

Emigração e imigração dos espíritos

Explica a doutrina espírita que, no intervalo de suas existências corporais, os Espíritos se encontram no estado de erraticidade e formam a população espiritual ambiente da Terra. Pelas mortes e pelos nascimentos, as duas populações, terrestre e espiritual, deságuam incessantemente uma na outra.
Há, pois, diariamente, emigrações do mundo corpóreo para o mundo espiritual e imigrações deste para aquele: é o estado normal. Em certas épocas, determinadas pela sabedoria divina, essas emigrações e imigrações se operam por massas mais ou menos consideráveis, em virtude das grandes revoluções que lhes ocasionam a partida simultânea em quantidades enormes, logo substituídas por equivalentes quantidades de encarnações.
(…) Chegadas e partidas coletivas são meios providenciais de renovar a população corporal do globo. Na destruição de grande número de corpos nada mais há do que rompimento de vestiduras; nenhum Espírito perece; eles apenas mudam de ambiente; em vez de partirem isoladamente, partem em grupos, essa a única diferença, visto que, ou por uma causa ou por outra, fatalmente têm que partir, cedo ou tarde.
As renovações rápidas apressam o progresso social. Sem as emigrações e imigrações que de tempos a tempos lhe vêm dar violento impulso, só com extrema lentidão esse progresso se realizaria.
É de notar-se que todas as grandes calamidades que dizimam as populações são sempre seguidas de uma era de progresso de ordem física, intelectual, ou moral e, por conseguinte, no estado social das nações que as experimentam.

A invasão microbiana

No livro Evolução em dois mundos, psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira, no capítulo 40, “Invasão microbiana”, pergunta-se a invasão microbiana está vinculada a causas espirituais?
A resposta: “Excetuados os quadros infecciosos pelos quais se responsabiliza a ausência da higiene comum, as depressões criadas em nós por nós mesmos, nos domínios do abuso de nossas forças, seja adulterando as trocas vitais do cosmo orgânico pela rendição ao desequilíbrio, seja estabelecendo perturbações em prejuízo dos outros, plasmam nos tecidos fisiopsicossomáticos que nos constituem o veículo de expressão determinados campos de rutura na harmonia celular”.
Isso quer dizer que nossos desajustamentos nos tornam passíveis de invasão microbiana, e dificultam a regeneração natural das células, instalando-se assim a doença, pela desarmonia causada por nossas escolhas – conscientes ou não, de agora ou de ontem.
E continua a resposta: “Geralmente, quase todos os processos de doenças surgem como fenômenos secundários sobre as zonas de predisposição enfermiça que formamos em nosso próprio corpo, pelo desequilíbrio de nossas forças mentais a gerarem ruturas ou soluções de continuidade nos pontos de interação entre o corpo espiritual e o veículo físico, pelas quais se insinua o assalto microbiano a que sejamos mais particularmente inclinados”.
E aqui entra também, ainda conforme a resposta, a importância da transformação moral para uma vida realmente saudável. “Amparo aos outros cria amparo a nós próprios, motivo por que os princípios de Jesus, desterrando de nós animalidade e orgulho, vaidade e cobiça, crueldade e avareza, e exortando-nos à simplicidade e à humildade, à fraternidade sem limites e ao perdão incondicional, estabelecem, quando observados, a imunologia perfeita em nossa vida interior, fortalecendo-nos o poder da mente na autodefensiva contra todos os elementos destruidores e degradantes que nos cercam e articulando-nos as possibilidades imprescindíveis à evolução para Deus.”
Na Revista de julho de 1867, Kardec descreve a ‘terrível epidemia’ que devastava já há dois anos a Ilha Maurício (antiga Ilha de França). Em outubro/1868, assinada pelo Espírito Clélie Duplantier, Kardec publica a seguinte comunicação na Sociedade espírita de Paris: “Sem dúvida é apavorante pensar em perigos dessa natureza, mas, pelo fato de serem necessários e não provocarem senão felizes consequências, é preferível, em vez de esperá-los tremendo, preparar-se para enfrentá-los sem medo, sejam quais forem os seus resultados.
Para o materialista, é a morte horrível e o nada por consequência; para o espiritualista, e em particular para o espírita, que importa o que acontecer! Se escapar do perigo, a prova o encontrará sempre inabalável; se morrer, o que conhece da outra vida fá-lo-á encarar a passagem sem empalidecer.
Preparai-vos, pois, para tudo, e sejam quais forem a hora e a natureza do perigo, compenetrai-vos desta verdade: A morte não é senão uma palavra vã e não há nenhum sofrimento que as forças humanas não possam dominar.”
Fonte – Correio Fraterno do ABC

CORONAVÍRUS: Orientação ao Movimento Espírita Gaúcho

Amai, pois, a vossa alma, porém, cuidai igualmente do vosso corpo, instrumento daquela. (O Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. XVII, Item 11)
Saudamos fraternalmente os nossos irmãos e instituições que integram o Movimento Espírita do Rio Grande do Sul, rogando a Deus que nos conserve unidos, laboriosos e confiantes na Sua Providência.
Por ocasião da pandemia COVID-19, a Federação Espírita do Rio Grande do Sul tem estado atenta às orientações dos órgãos oficiais de saúde, tanto quanto aos aspectos espirituais e educativos do momento que atravessamos.
Em sendo assim, orientamos os nossos centros espíritas a que mantenham os melhores níveis de assepsia física e espiritual dos ambientes, assim como rogamos aos nossos colaboradores e frequentadores que guardem os necessários cuidados de higiene do corpo físico, dos pensamentos e dos sentimentos.
Cada instituição possui autonomia administrativa em avaliar a realização de suas atividades, mas até o presente momento não verificamos recomendação dos órgãos oficiais de saúde no sentido de suspensão de nossas tarefas diárias de acolhimento, esclarecimento, orientação e consolo nos centros espíritas.
Os desdobramentos de saúde, sociais, econômicos e espirituais da COVID-19 ensejam-nos oportunidade de trabalho e zelo redobrados, auxiliando nos processos de educação integral que surgem sempre das provações individuais e coletivas. Nossas preces e irradiações hão de ser, inclusive, potencializadas e associadas aos cuidados de higiene, prevenindo o contágio e auxiliando a superação das enfermidades decorrentes do Coronavírus, de outros micro-organismos nocivos e dos comportamentos que vulneram a saúde do corpo e da alma.
Em sendo assim, a FERGS manterá os agendamentos de seu Plano de Atividades – PAF 2020, observando atentamente os critérios e recomendações do Poder Público e editando novos comunicados e orientações à rede federativa conforme as circunstâncias vindouras e posicionamentos dos órgãos oficiais.
Sugerimos ainda que casos especiais de pessoas imunodeprimidas ou que guardem maior risco/suscetibilidade ao Coronavírus sejam avaliados junto aos profissionais da saúde, bem como que sejamos prudentes, proativos e ponderados ao readequarmos nossa forma de contato físico, identificarmos sintomas e adotarmos as pertinentes medidas de prevenção, comunicação, isolamento e tratamento.
Jesus nos ampare e fortaleça hoje e sempre, inspirando-nos o equilíbrio e a serenidade necessários diante dos desafios de progresso que nos são oportunizados.
Gabriel Nogueira Salum / Presidente da FERGS

CONFIANTES E SERENOS

Louvado seja Deus que permite seja o espaço saneado pela tormenta e que desenvolve a restauração da paz em todos os elementos, no instante oportuno.
Compreendemos a extensão das dificuldades, das lutas, dos dissabores e dos tropeços com que todos somos defrontados. Doce é o dia de céu azul, quando todos se embalam em perspectivas de deleitoso descanso, contudo, ameaçadora é a hora da nuvem, quando é preciso suportar os perigos e empeços da tempestade purificadora a que nos reportamos de início.
Entretanto, abençoados serão sempre os que velam pela conservação da luz, os que demonstram serenidade bastante para a vitória espiritual e que sabem aguardar, trabalhando, o retorno da claridade maior.
Agradeçamos a Jesus pelo sustento que nos proporciona, pelo socorro de que nos enriquece. Conservemos a certeza de que o Mestre não falta aos discípulos.
Desmande-se a desordem junto de nós, grite a inconsequência aos nossos ouvidos, brade a sombra pelas tubas da discórdia ou estendam-se os cipoais das trevas em forma de perturbação ao redor de nossos passos.
Estejamos confiantes e serenos, cumprindo as obrigações edificantes que nos foram indicadas, convictos de que a consciência tranquila, no dever situado acima de tudo, é a cidadela inexpugnável do espírito em qualquer plano do Universo.
Espírito: Batuira.
Francisco Cândido Xavier
Livro: “Mais Luz: Edição GEEM.

Prece

Senhor Deus do Amor Eterno,
Sabemos que nos renovas,
Por meio das grandes provas que abalam o coração;
Por isso, não te rogamos que nos retire da estrada;
Quase sempre atribulada de acesso à renovação;
Estamos a suplicar-te acréscimo de energia nas lutas de cada dia e amparo libertador!
Necessitamos de força, rogamos-te apoio amigo…
Queremos viver contigo no reino do Eterno Amor.
Maria Dolores.
Do livro: Coração e Vida

Prece por Saúde

Divino Amigo, em Tuas mãos estão a nossa integridade espiritual, o nosso equilíbrio, a saúde da alma e do corpo que nos reveste…
Fortalece-nos, possibilitando-nos servir-te em todos os dias de nossas vidas.
Restaura-nos as forças combalidas e cura as chagas do nosso coração.
Vitaliza-nos Senhor, ante o esmorecimento de nossas energias no corpo desgastado pelo tempo.
Não consintas que a morte nos sobrevenha antes que tenhamos cumprido com os nossos deveres primordiais.
Se possível, concede-nos indispensável moratória, através da intercessão daqueles que zelam pela nossa saúde.
Acima da medicina dos homens, está a vontade de Deus.
Cumpram-se em nós e por nós os Teus desígnios, hoje e sempre!
Irmão José / Carlos A Baccelli
Do livro Preces e Orações.

ORAÇÃO A EQUIPE ESPIRITUAL DR.BEZERRA DE MENEZES

Que Bezerra de Menezes e suas falanges de espíritos de luz visitem os lares de todos os doentes levando energias curativas e bálsamos de paz e de amor.
Que todos que enfrentam o câncer, a depressão e demais doenças do corpo físico e espiritual busquem no Deus que habita o próprio ser a força para continuar à lutar.
Que as dores que puderem ser amenizadas sejam amenizadas.
Que as feridas que puderem ser cicatrizadas sejam cicatrizadas. Que as doenças que puderem ser curadas sejam curadas.
Que toda doença traga aos que sofrem o aprendizado espiritual às almas que sentem dor.
Que todos que sofrem compreendam que a vida sempre sabe o que faz e que busquem em Jesus o amparo, o consolo e a paz.
Que o mestre Jesus envolva a todos com sua luz douradas inspirando-lhes coragem, resignação e fé!
Que a espiritualidade maior derrame uma chuva de energias curativas sobre os lares dos doentes e sobre todos os leitos hospitalares!

Que Assim Seja!

MESTRE JESUS,

Médico de todos nós, que através do espírito do Dr.Bezerra de Menezes e sua falange, traga a cura desta enfermidade que assola o planeta Terra.
Livra-nos do mal!
Assim seja!

CUIDADOS ESPECIAIS

Fazendo o bem cuidamos de nós e zelamos por quem precisa.
Ter solidariedade social é primordial para nossa saúde é somar alegrias e realizações na vida.
A Luz Divina se faz quando recebemos a penetração de harmonia espiritual em nossa casa mental.
Vera Jacubowski

Mensagem psicografada quinta-feira, 02/04/2020, em reunião da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla pela médium Alessandra Miranda Lima.

Amadas flores do meu jardim,
São chegados os tempos difíceis, das tempestades que avassalam a todos, sem distinção.
Ondas de medo, insegurança, desequilíbrio, invadem a psicosfera do nosso planeta fomentadas por informações de toda natureza, veiculadas pelos meios de comunicação e propagadas aos quatro cantos do mundo.
Jesus vem vos alertando através de suas parábolas e mensagens, levadas adiante pelos seus discípulos e cristãos de todos os tempos.
Os avisos estão nos escritos do Evangelista Mateus, nas Leis de Conservação e Destruição contidas no Livro dos Espíritos, e em muitas outras mensagens recebidas através dos tempos por inúmeros emissários do Senhor.
A necessidade de permanecerem unidos para que possam vencer as intempéries desses tempos foi amplamente divulgada. E então é chegado o momento de mostrar que, vós espíritas, são os trabalhadores da última hora, apoiando-se mutuamente, auxiliando os irmãos que se encontram enfermos do corpo e da alma, em total desespero.
Na mensagem A Piedade, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, um espirito amigo vos conclama dizendo: “Temeis ficar indiferentes, quando puderdes ser úteis!”.
A utilidade do trabalhador espírita não está limitada às paredes da Casa a qual faz parte. Vós sóis aqueles que levarão a palavra de confiança e fé. Os vossos testemunhos devem cessar o medo da morte, por saberem que ela não existe, pois é apenas a passagem do corpo físico para o espiritual, o retorno à verdadeira vida do espírito.
Todos os acontecimentos estão sempre sobre a direção e o amparo do Alto, portanto, não há o que temer.
Amem-se, apoiem-se, instruam-se, auxiliem-se e , principalmente, auxiliem àqueles que não professam da mesma fé ou religião.
A Mãe Santíssima ora por todos vós.
Com amor,

Scheilla

psicografia irmã scheilla

 

Prece a Ismael – COVID-19 / Coronavírus

Oremos junto a Ismael!

Querido Ismael.
Hoje me reporto a vós, anjo tutelar do nosso Brasil.
Recebestes do divino Rabi a incumbência de alçar ao alto a imagem da cruz:
A essência do evangelho, a imolação de nosso Mestre, traduzida em constelação no céu da Pátria do Cruzeiro.
A pandemia nos visita, conclamando as nações e a humanidade a uma reflexão, a uma pausa para retomada de curso.
Neste momento decisivo sabemos que é necessário ouvir, enxergar o que está por trás dos acontecimentos.
Olha por nós Ismael, rogo a tua intercessão junto a todos os espíritos de primeira ordem, tutores dos demais países do nosso planeta.
Que a humanidade seja envolta num manto de paz e esperança, de resignação e fé.
Somos filhos de Deus e um pai não abandona seu rebento.
Olha por nós Ismael.
Cuida deste Brasil, Pátria do Evangelho.
É chegado o momento de darmos o testemunho da confiança, que alimentará a nós mesmos e as almas sedentas de irmãos de vários outros países.
Somos coração e este faz verter ao corpo maior que é o mundo, a seiva em sangue dos propósitos maiores do amor.
Confiamos em ti Ismael.
Que o verde das matas,
O azul do oceano, rios e lagos
O solo bom em que tudo floresce e frutifica seja esteio, para alçarmos pensamentos ao alto.
Que nós sejamos celeiro para o mundo em atos de renúncia e resignação.
Confiamos em ti Ismael
Fostes designado para ser o zelador dos patrimônios imortais, dos valores que constituem a Terra do Cruzeiro.
Que possamos colocar também sobre nossos braços, mobilizar os refúgios mais íntimos do nosso espírito a cerrar fileira contigo,na sublime ação de acolhimento e consolo a todos que sofrem.
Seja conosco Ismael,
Inspira-nos ações no Bem
Pois somos filhos diletos, embora sementes ainda imperfeitas do bondoso jardineiro, Jesus.
Em nossa marcha através dos tempos, enquanto nação, temos como brasileiros o dever de considerar o valor espiritual da nossa pátria, e com nossas ações e movimentos, chancelarmos a vocação deste grandioso destino .
Seja conosco Ismael. fazendo vigorar na terra do Cruzeiro a doutrina de amor, do Mestre Nazareno .
TV CEERJ.

A ociosidade é um abismo

Quem não procura ocupar o seu tempo, tem o espírito tomado pelos pensamentos oriundos de mentes enfermas…
Precisamos nos ocupar o dia todo, sendo úteis aos nossos semelhantes, cuidando da casa, do jardim, da lavagem de roupas, da varredura do quintal…
A mente desocupada traz doença para o espírito.
Chico Xavier

ACOLHA!

Todo processo de transformação traz consigo as suas dores.
Hoje a humanidade enfrenta mais um período de transformação. Os elementos que compõem o sistema planetário, inclusive o Mundo Espiritual, estão em atividade constante, em função da pandemia que se instala.
Sabemos que as consequências da transformação vão além do físico, embora seja o veículo carnal o mais debilitado, também as mentes e o perispírito se envolvem nesses fatores.
Precisamos, mais que nunca, olhar o homem de forma ampliada, não esquecendo que somos mais que o corpo físico.
A mente, carreada por cada indivíduo na Terra, com seus passados de diferentes experiências, guarda consigo diversas formas de encarar o problema, a situação.
Muitos sofrem mais emocionalmente que, de fato, pela contaminação virótica. Alguns já preestabelecem formas de contágio generalizadas e determinam modo assustador para o seu fim na Terra. Outros fazem planos de despedida, em atitude de desespero, contando os dias para finitude.
Precisamos acolher.
Começando pelo acolhimento a cada um de vós, com suas necessidades e enfrentando em si os motivos de desespero. Calando os medos e atitudes de desequilíbrio.
Feito em si o acolhimento, estenda ao outro a ajuda, com efetivas palavras de orientação, de consolo e de esperança, nutrindo esses espíritos de ferramentas de auxílio.
São os espíritas hoje, com aquela consciência ampliada que falamos, com a visão holística do ser, que mitigarão as fontes, as origens dos medos e pensamentos de finitude, as angústias dos destinos catastróficos.
Lembremos que grande compromisso nos une. Afinal somos todos aqui presentes neste momento de acontecimentos.
Por aqui, estamos em trabalho constante e em breve voltaremos a ver o sol brilhar nos corações aliviados, pela certeza de que o mal se foi e que o bem se instalou.
O homem novo não é o cego à realidade que deve enfrentar, mas o munido de coragem, de abnegação e de afinco.
Construamos o dia seguinte da transformação com os nossos atos de hoje.
Acolha!
Francisco de Menezes Dias da Cruz.
Mensagem do Espírito Francisco de Menezes Dias da Cruz. Recebida em 21/03/2020 pelo médium Alexandre Pereira do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro – CEERJ.

CORONA EGOÍSMO

De tempos em tempos a humanidade passa por períodos onde somos convidados a profundas reflexões.
Somos muito frágeis e nossa fragilidade nos leva a vivenciar angústias e hesitações.
É exatamente esse o momento que se anuncia.
Pior do que a ignorância – já dizia um amigo meu – é a ignorância em movimento.
É tempo de agir com responsabilidade perante o nosso próximo, perante a própria vida.
É tempo de frear o movimento da ignorância a partir de nós.
Notícias falsas são vírus que causam danos no tecido social.
Nós que nos dizemos espíritas devemos seguir a orientação de Allan Kardec, que nos pede para ficar com a ciência nas horas graves de prova individual e coletiva.
Fiquemos com a ciência atendendo as recomendações dos médicos sanitaristas, que desde 13 de março orientam para que se evite aglomerações.
Atendamos as orientações unindo nossos corações num sentimento comum, a mensagem do Evangelho que nos pede para amar o próximo como a nós mesmos.
Evitemos o vírus do egoísmo.
Adeilson Salles

CORONAVÍRUS E AS PREVENÇÕES

NOTA OFICIAL DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SOBRE O CONVID19

LEIA COM ATENÇÃO:

O Governo do Estado de São Paulo acaba de fazer uma coletiva transmitida pela TV Cultura e faz uma mudança drástica no estado pelo caso do Coronavírus veja quais são : A partir de agora estão suspensas aulas em todas as escolas Publicas e faculdades publicas, foi pedido ás escolas particulares, Faculdades particulares para que fechassem também.
Foi determinado para que todos os Shoppings, Cinemas, teatros e casa de shows para que fossem fechado e grandes eventos cancelados a partir de hoje. Foi determinado todos os Funcionários públicos acima de 60 anos para que trabalhem em casa.
Todos exames de mama que é aquela carreta que vai a todos municípios contra o câncer de mama foram cancelados. Pode durar até 5 meses essa epidemia e os próprios médicos da coletiva já deixaram registrado que vai ter perdas sim, mas já estão fazendo isso para que diminua o numero de mortes.
Foi deliberado para que igrejas suspendam cultos e missas. Estão sendo contratado médicos e alongando os horários de funcionamento dos postos de Saúde em todas as cidades, inclusive a suspensão de férias na área da saúde. Se houver abuso de preço em partes dos produtos de higienização como álcool gel e máscara é para denunciar.
Diminuição de transporte público. Proibição de auditórios na televisão. Proibido Viagens a não ser se for por extrema Urgência incluindo as internacionais, as fronteiras serão fechadas. A infecção pelo vírus Corona não causa um resfriado com o nariz pingando ou tosse com catarro, mas uma tosse seca: esta é a coisa mais fácil de se saber.
O vírus não resiste ao calor e morre se exposto a temperaturas de 26 a 27 graus: portanto, consuma, frequentemente, bebidas quentes, como chá, chá de ervas e caldo durante o dia ou simplesmente água quente: líquidos quentes neutralizam o vírus e não é difícil de beber. Evite beber água gelada ou comer cubos de gelo ou neve para quem estiver nas montanhas principalmente crianças!
Para quem pode fazê-lo, exponha-se ao sol:
1. A coroa do vírus é bastante grande (diâmetro de cerca de 400 a 500 nanômetros), portanto qualquer tipo de máscara pode detê-la: na vida normal, não são necessárias máscaras especiais.
Por outro lado, a situação é diferente para médicos e profissionais de saúde expostos a fortes cargas de vírus e que precisam usar equipamentos especiais.
Se uma pessoa infectada espirrar na sua frente, a três metros de distância, ela jogará o vírus no chão e impedirá que ele caia sobre você.
2. Quando o vírus é encontrado em superfícies metálicas, ele sobrevive por cerca de 12 horas. Portanto, quando tocar em superfícies metálicas, como puxadores, portas, eletrodomésticos, suportes em bondes, etc., lave bem as mãos e desinfecte-as cuidadosamente.
3. O vírus pode viver aninhado em roupas e tecidos por cerca de 6/12 horas. Detergentes normais podem matá-lo. Para roupas que não podem ser lavadas todos os dias, se você puder expô-las ao sol o vírus morrerá. Como se manifesta:
1. O vírus primeiro se instala na garganta, causando inflamação e sensação de garganta seca. Este sintoma pode durar 3/4 dias.
2. O vírus viaja através da umidade presente nas vias aéreas, desce para a traqueia e instala-se no pulmão, causando pneumonia. Esta etapa leva cerca de 5/6 dias.
3. A pneumonia ocorre com febre alta e dificuldade em respirar, não é acompanhada pelo frio clássico. Mas você pode ter a sensação de se afogar. Neste caso, entre em contato com seu médico imediatamente. Como você pode evitá-lo:
1. A transmissão do vírus ocorre, principalmente, por contato direto, tocando tecidos ou materiais nos quais o vírus está presente: lavar as mãos com frequência é essencial. O vírus sobrevive apenas em suas mãos por cerca de dez minutos, mas em dez minutos muitas coisas podem acontecer: esfregar os olhos ou coçar o nariz, por exemplo, e permitir que o vírus entre na garganta. Portanto, para o seu próprio bem e para o bem dos outros, lave as mãos com muita frequência e desinfecte-as!
2. Você pode gargarejar com uma solução desinfetante que elimina ou minimiza a quantidade de vírus que pode entrar na sua garganta: ao fazê-lo, você o elimina antes que ele desça na traqueia e depois nos pulmões.
3. Desinfete o teclado do PC e os telefones celulares.
O novo NCP do coronavírus pode não mostrar sinais de infecção por muitos dias, antes dos quais não se sabe se uma pessoa está infectada. Mas, quando você está com febre e/ou tosse e vai ao hospital, seus pulmões já estão com 50% de fibrose e é tarde demais!
Os especialistas de Taiwan sugerem fazer uma verificação simples que podemos fazer sozinhos todas as manhãs: respire fundo e prenda a respiração por mais de 10 segundos. Se você completá-la com sucesso, sem tossir, sem desconforto, uma sensação de opressão, etc., isto mostra que não há fibrose nos pulmões, indicando, essencialmente, nenhuma infecção.
Em momentos tão críticos, faça essa verificação todas as manhãs em um ambiente com ar limpo!
Estes são conselhos sérios e excelentes de médicos japoneses que tratam casos de COVID-19. Todos devem garantir que a boca e a garganta estejam úmidas, nunca SECA. Beba alguns goles de água pelo menos a cada 15 minutos.
POR QUE? Mesmo que o vírus entre na sua boca, a água ou outros líquidos o varrerão pelo esôfago e pelo estômago. Uma vez no estômago, o ácido gástrico mata todo o vírus.
Se você não beber água suficiente com mais regularidade, o vírus pode entrar em seus brônquios e pulmões, o que é muito perigoso.
Compartilhe estas informações com sua família, amigos e conhecidos, por solidariedade e senso cívico.

Como funcionam 4 vacinas que estão sendo testadas contra o coronavírus

No mínimo oito empresas farmacêuticas estão experimentando quatro técnicas diferentes.

Entenda a corrida pela injeção mais cobiçada do mundo.

Por Bruno Carbinatto

Com a Covid-19 ultrapassando a marca de 100 mil casos confirmados no mundo, cientistas e empresas farmacêuticas estão correndo contra o tempo para desenvolver uma vacina capaz de conter o espalhamento da epidemia.
Há pelo menos oito iniciativas de desenvolvimento de vacinas contra o SARS-cov-2 em andamento. Mas o desafio é grande – qualquer vacina precisa passar muitos testes pré-clinicos e clínicos (isto é, com humanos) antes de ser fornecida à população. Para o setor privado, isso é sinônimo de um investimento alto em um produto que talvez não dê certo.
Uma vacina como a da gripe já é conhecida há anos: basta adaptá-la à versão do vírus que está pegando naquele inverno. Por isso, o processo é incomparavelmente mais rápido, e pode rolar anualmente. Por outro lado, nunca houve uma vacina contra os coronavírus. O trabalho está começando basicamente do zero.
Toda vacina se baseia no mesmo princípio: treinar o sistema imunológico para lutar contra os patógenos que se aventuram para dentro do seu corpo. Isso já acontece naturalmente – ninguém pega catapora duas vezes porque, depois da primeira infecção, seu corpo já aprendeu a lutar contra o vírus até então desconhecido e tem um exército de anticorpos prontos para eliminá-lo novamente, caso apareça. A vacina nada mais é do que um meio de ensinar seu corpo a se proteger sem precisar passar pelo perrengue da infecção.
Para isso, há dois tipos diferentes de vacina. Algumas utilizam o próprio patógeno, morto ou quimicamente atenuado – para que ele não seja capaz de causar infecção, mas seja o suficiente para fazer seus glóbulos brancos armazenarem a “impressão digital” da ameaça. Outras utilizam apenas um pedacinho do micróbio – no caso dos vírus, geralmente uma proteína – que sirva de gabarito para o corpo criar anticorpos.
A maioria das vacinas está sendo desenvolvida por empresas privadas ou em parceria com elas. Nenhum dos concorrentes quer divulgar detalhes de sua receita. Afinal, quem encontrar a bala de prata contra o coronavírus terá em mãos algo mais valioso que a receita do molho do Big Mac – e, no estágio atual, ainda é impossível saber qual é a solução mais promissora. O mais seguro é esconder o próprio baralho – e blefar.
Sabe-se que a Johnson & Johnson está estudando uma vacina baseada no vírus desativado, e a Clover Biopharmaceuticals, em parceria com a Universidade de Queensland, na Austrália, está pesquisando versões da vacina que usam uma proteína do vírus para gerar resposta imune. Perceba que essas são as duas estratégias clássicas, já mencionadas acima.
Há uma terceira forma de se fazer vacinas, mais moderna e talvez mais eficaz no caso do novo coronavírus. São as chamadas vacinas de mRNA. O RNA mensageiro, no interior de uma célula humana, é o responsável por carregar a receita para fabricar uma proteína do DNA, onde ela fica armazenada, para o ribossomo, a linha de produção onde ela será montada. Os coronavírus, porém, não têm DNA: armazenam seu código genético em RNA, mesmo.
Ao invés de injetar o patógeno inteiro ou uma proteína dele em você, essas vacinas injetam um trecho do código genético do vírus, que contém as instruções para fabricar alguma proteína reconhecível pelo nosso sistema imunológico. Repetindo: em vez de injetar a proteína pronta, essa vacina injeta a receita para fabricá-la.
Nossas células comuns não são muito boas em reconhecer que o material genético que vem na vacina é estrangeiro – então elas vão simplesmente ler aquela receita e produzir a proteína codificada nos ribossomos. Ou seja, a vacina transforma suas células em verdadeiras fábricas de proteínas virais. Nosso sistema imunológico, porém, é mais esperto na hora de reconhecer o que vem de fora, e vai ler as proteínas como corpos estranhos. Assim, começará a produção de anticorpos contra eles.
Essa é técnica pela qual optou a empresa de biotecnologia Moderna Therapeutics. As autoridades sanitárias dos EUA anunciaram recentemente que começaram a testá-la em humanos. Outra empresa, a alemã CureVac, também está desenvolvendo uma vacina de mRNA, mas ela ainda está em estágio pré-clínico (ou seja: não está sendo testada em humanos ainda).
Existe ainda um outro método parecido, que utiliza o mesmo mecanismo, mas com moléculas de DNA em vez de RNA. A ideia é soltar um pedacinho de DNA com a receita para uma proteína do vírus no interior das nossas células, e torcer para o maquinário de fabricação de proteínas detectar o dito cujo e começar a usá-lo inocentemente. Esse DNA não vem do vírus, naturalmente (afinal, o corona só tem RNA). Ele precisa ser “cultivado” com auxílio de estruturas bacterianas chamadas plasmídeos, que não vem ao caso explicar aqui.
É esse método que a Inovio Pharmaceuticals vem explorando em seus estudos. O único problema é o risco desse pedacinho de DNA se incorporar definitivamente ao nosso material genético nativo. O que não é legal por motivos óbvios – ninguém quer virar um transgênico de vírus (ainda que ao longo de nossa evolução muitos genes fornecidos por vírus tenham acabado nos beneficiando).
Enquanto nenhuma vacina fica pronta, diversas equipes pelo mundo também vem tentando desenvolver tratamentos para os infectados. Uma técnica é testar diversos medicamentos que já existem no mercado para outras doenças em pacientes com Covid-19. A lógica é mais ou menos assim: talvez esses medicamentos consigam afetar algum mecanismo de ação do novo coronavírus – qual, não sabemos. É um tiro no escuro.
Mas não custa tentar. Na lista dos candidatos, há drogas que são usadas no tratamento de HIV, ebola e malária, por exemplo. O mais avançado e promissor de todos é o remdesivir, desenvolvido pela Gilead Sciences inicialmente para tratar ebola, mas que se mostrou mais eficiente em vírus respiratórios. Mas, mesmo assim, estimativas iniciais dizem que as chances da substância de fato funcionar para a Covid-19 é só de 50%.

DENTE-DE-LEÃO

O Espírito Sopra Aonde Quer… (Jesus)

Tenho visto as notícias na TV, mas o que me chamou mais a atenção foi em nossos grupos, os comentários, os pedidos de orações, pessoas pensando em suicídio por medo da doença.
Todos nós, espíritas ou não, aprendemos que não cai uma folha da árvore sem a vontade de Deus, então porque muitas pessoas estão em pânico?

A espiritualidade fala incansavelmente que só vão desencarnar os que estão no tempo certo, pois todos nós quando encarnamos já sabemos quando e como vamos retornar à Pátria Mãe.
Não sinto medo ou receio! Vejo meus netinhos, brinco, só não abraço (brincamos de abraçar com as pernas), mas não ficamos distantes!
Tenho conversado muito com um amigo médico e sei mais ou menos como está nos hospitais!
Hoje em uma conversa com ele, um Espírito Amigo colocou na minha frente uma flor com o nome Flor-Dente-de-Leão (acho que todos conhecem), e o Espírito falou que esse vírus vai passar como o vento levando as pétalas aqui do Brasil, que não veio para ficar.
Contei para o amigo e então ele com seu conhecimento científico e também intuitivo ponderou:
” Analise da seguinte forma:
Se essa semente que voou não encontrar um terreno adequado, ela não brota outra vez, ela morre.
O isolamento social.
Se o vírus não encontrar uma pessoa para ser o hospedeiro, ele cai no chão e morre também.”
E o Espírito Amigo completou:
Devemos ter os cuidados, mas também firmeza de pensamentos, atitudes e fé, porque nada está fora das Leis de Deus.
Então vamos mudar o que precisa ser mudado, Orar sim, mas prestar atenção nos nossos pensamentos, nas conversas, no que compartilhamos e repassamos com tanta facilidade sem ao menos procurar saber se aconteceu, se é real.
Lembremos das responsabilidades e compromissos que trouxemos para realizar aqui na Terra.
*
Quando terminei de escrever fui procurar a imagem p montar e vejam que legal o que encontrei:
Significado de Dente-de-leão:
O dente-de-leão carrega um simbolismo bastante positivo. Esperança, liberdade e otimismo são algumas dentre as associações que são feitas a esta flor que, além de tudo, tem propriedades medicinais.
Adorei saber, e não posso dizer que foi o acaso, pois ele não existe.

Comentários