Primavera que Seja com Muitas Flores – Boa Tarde

primavera

Primavera que seja com muitas flores

na natureza e dentro de nós.

Dificuldades

 

Quem não passou ou passará por uma ou mais dificuldades em nossa longa caminhada de aprendizado?
Nesses momentos, muitos dizem: “onde se encontra o Deus de bondade e amor que permite momentos difíceis em minha vida? Estou sempre na casa espírita, procurando ajudar, mas onde está esse Deus quando mais preciso?”.
Para uma grande parte dos seres humanos, que ainda não compreende o sentido e a dimensão da dificuldade, ela é algo que paralisa, e nos coloca, principalmente, em situação de vítimas. Assim, a dificuldade passa a ser sinônimo de “inevitável cruz de sofrimento”.
Confesso que não compartilho desse entendimento, pois acredito que, se formos vítimas, seremos de nós mesmos. Como bem sabemos, somos, efetivamente, aquilo que trazemos dentro de nós: o que pensamos e acreditamos. Dessa forma, responsáveis por gerar sentimentos de “vítima”, de “sofrimento”, somente a nós cabe o poder de mudar.
Interpreto “dificuldade” como sendo uma oportunidade ou um desafio ao aprendizado. Ela não paralisa ou nos coloca como vítimas, mas nos faz ir um pouco mais além do que já sabemos, acrescentando mais detalhes e observações à situação, a fim de que possamos mudar o que é preciso e continuar caminhando, colhendo os méritos de nossas conquistas pessoais.
Meus amigos é oportuno dizer que isso não significa que não teremos momentos de dúvidas, tristeza, renúncias e mudança de postura. Sabemos que todo processo de mudança interior (reforma íntima) é muito lento e pode gerar um desconforto, por querermos tudo de imediato e sem compromissos.
Vejamos um exemplo: pensemos numa pessoa que sente um ódio imenso por um rival e quer a todo custo vingar-se. Ela não estará sendo sincera se, de um minuto para outro, disser que o ama. Sejamos honestos, esse amor é muito improvável de acontecer repentinamente. Toda mudança, para que seja duradoura e efetiva, tem que ser gradativa, para que, aos poucos, possamos ir absorvendo o aprendizado. Nenhum estudante assimila a matéria na véspera da prova com apenas alguns minutos de estudo, não é mesmo? Mas se gradativamente a pessoa passar a odiar um pouco menos, a sentir menos raiva e chegar ao ponto de não mais desejar o mal ao seu rival, esta será com certeza uma mudança de atitude duradoura, que poderá, no momento oportuno, transformar-se em amor. Mas estejamos cientes de que é preciso esforço, dedicação, vontade e muita persistência para mudar.
Cientistas já comprovaram, para espanto de muitos, que o que mais dá prazer, satisfação ao ser humano não é ser milionário, ou ter posição de destaque na sociedade, ou ainda ser maravilhoso, mas conseguir superar por si mesmo as dificuldades que lhe são apresentadas no dia a dia. Observem a magnitude dessa verdade. Já refletiram sobre isso?
Analisemos o exemplo de Jesus: Algumas vezes as pessoas estavam com fome, havia extrema necessidade de peixes. Então Jesus lhes concedia os peixes e ensinava a pescar, para Ele o mais importante era ensinar a pescar. Vemos isso através do exemplo de muitas entidades de caridade, nos famosos bazares de roupas usadas. Roupas que são doadas poderiam ser distribuídas gratuitamente à comunidade, mas, para que esta se sinta mais digna, as roupas são vendidas a preços simbólicos, proporcionando o sentimento de realização, pois conseguiram adquirir bens por elas mesmas. Não é lindo? E a renda é revertida para a própria comunidade, sem gerar constrangimento. Essa é a verdadeira caridade.
Deus em sua sabedoria infinita age da mesma maneira conosco, dando a cada um de acordo com suas obras.
Perfeito não é?
Vamos imaginar agora: vivermos todos os dias sem uma única dificuldade/desafio… Como será que reagiríamos?
Uns podem pensar que seria viver no famoso “paraíso”. Mas será verdade?
Acredito que seria viver na mais cruel e enfadonha rotina, onde nossa criatividade seria morta pelo tédio. Já pensaram realmente nisso: tudo igual, sem inovações, sem desafios, sem nada a nos desafiar, nada mais a buscar?
Vamos, então, mesmo diante do suor, do cansaço e até da dor, agradecer as dificuldades/oportunidades que se apresentam em nossa jornada, nosso percurso, rumo ao topo de uma colina (a colina da maturidade espiritual). Sem o esforço da subida, não nos seria permitida a visão esplêndida de todo o trajeto e de toda a vizinhança (ou seja, da construção de nossa história, enquanto espíritos imortais que buscam se aproximar da perfeição). Lembremos que são esses degraus que nos fazem hoje melhores que ontem, e amanhã, melhores que hoje.
As desculpas só servem para nos estagnar ao longo da estrada, retardando nossa chegada ao cume da colina.
Meus queridos amigos, desejo que as dificuldades sejam a motivação para o amadurecimento espiritual de cada um.
Estejam certos de que nunca estarão sozinhos nessa subida.

Um grande abraço

17/08/2014 Médium: Lúcia – São Paulo – Brasil – (Cavile).
Espírito: Irmão Matheus (Colônia Espiritual Maria de Nazaré).

A Arte

 

A arte é expressão de harmonia, de aprimoramento, de beleza.
O homem que a transmite consegue estabelecer contato
com a natureza e com o seu criador.
Arte, manifestação de sensibilidade,
que conduz a transformações em toda a sociedade.
Oneide Terra

Tempestades da Vida

 

Não crie tempestades em sua vida, aprenda a abrir o tempo, deixá-lo leve e iluminado. Vamos ser guardiões de nós mesmo… faça o bem a si . Se algo te machuca olha o outro lado, o lado bom, o positivo. Resguarda seu coração do que te abala. Medite em coisas boas… Uma borboleta até sair do casulo não enxerga a luz. Saia do seu casulo, o mundo não é apenas o que você ta enfrentando agora. Existe muita coisa que você ainda não viu e que ainda não sabe. Existe coisas em você, que nem você apercebe-se. Comece por você, descubra-se. Aprenda a valorizar as pequenas coisas. No teu próprio lar tem benção infinitas, agradeça. Quando você contribui com você por apaziguar o que sente o universo conspira a favor e tudo vai se organizando, tudo vai se encontrando . Não somatize os problemas, não os repita, não os alimente. Saia do casulo, tem um mundo lindo te esperando. Abrace esse mundo, se refaça. As vezes é necessário cair , sentir tudo revirado. As vezes é necessário sentir fome pra dar valor ao alimento. As vezes é necessário sentir sede, pra dar valor a água. Sim, quando ta muito bagunçado é necessário organizar. Não deixe o negativo tomar conta do seu coração. Guarde seu coração da mesquinharia. Guarde-se do barulho do que te faz mau. Escute o som da brisa leve te trazendo um lindo horizonte. Olhe pra sua estrada, ainda falta muito para semear. Então, mãos a obra.Você verá um terreno fértil a sua frente. Semeie com carinho, com cuidado e dedicação. Logo brotará lindas flores. Ilumine-se e siga o caminho do bem .
Lene Dantas

olhos e boca

Primavera

 

A primavera no prado
Toda vestida de flores
Trouxe lençóis multicores
Que brilham ao sol dourado.
Parece a festa das cores
No caminho perfumado,
Para a alegria do arado
E paz dos trabalhadores.
Minúsculos passarinhos
Entoam, nos altos ninhos,
Cantos de amor e inocência…

 

XAVIER, Francisco Cândido. Jardim de Infância. Pelo Espírito João de Deus. FEB. Capítulo 10.

boa tarde margaridas

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/