A VIDA É IMORTAL E O NOSSO ESPÍRITO SOBREVIVE A TUDO

104101

VIDA IMORTAL

A vida é imortal e o nosso espírito

sobrevive a tudo, pois que

herdamos a eternidade

do nosso Pai Celestial.

vera jacubowski assina

Vera Jacubowski

5820

Gratuidade

 

Meus amigos abordaremos hoje, um dos muitos sentimentos poderosos que trazemos em germe, dentro de nós, mas que por pouco cuidamos acabam não germinando adequadamente.
A Gratuidade cabe em qualquer momento de nossa jornada, podendo ser desenvolvida todos os dias, sem se tornar repetitiva. A cada minuto somos um ser diferente. A cada minuto vivemos num mundo diferente. Tudo muda. As mudanças sutis que passam despercebidas são a base para as mudanças maiores.
O exercício da gratuidade é um diálogo íntimo nosso com o Pai e a sua criação. É também se colocar na posição de protagonista da própria história.
Esse sentimento tão singelo e ao mesmo tempo tão poderoso, que é esquecido, tem a capacidade de proporcionar as mudanças que tanto almejamos.
Ouso questionar: o que, então, nos impede de exercitá-lo?
Para que possamos responder é preciso um grande mergulho dentro de si mesmo. Estão dispostos?
Iniciando esse mergulho observaremos que existem diversas salas dentro de nós em diversos níveis (andares). Logo de início nos deparamos com a sala das prioridades, onde ficam arquivados tudo o que julgamos importante. Ao lado vem a sala da automatização, ou seja, tudo que nos é importante, mas que fazemos de forma automática, sem percebermos, como respirar, piscar, etc.
No andar abaixo encontramos a sala das informações onde vamos acumulando tudo que achamos necessário manter. Ao seu lado encontramos a sala das recordações que são imagens e experiências vividas, guardadas de forma consciente.
No andar mais inferior, encontramos a sala de quem somos no presente momento, ou seja, todas as experiências que já vivenciamos de forma agradável ou não, arquivadas inconscientemente e conscientemente algumas vezes. Aqui estão todas as nossas habilidades e vícios.
Muitas vezes, quando temos consciência de nossos vícios procuramos os manter bem afastado da sala das prioridades, mas nem sempre isso é possível, pois existe um elevador privativo desta sala a sala de prioridades e assim essas informações são acessadas de forma até inconsciente.
É assim que muitos vícios e até algumas qualidades e lembranças desagradáveis surgem em nossas atividades diárias sem o nosso consentimento e percepção.
Num andar abaixo deste, existem diversas salas que nem sabemos ao certo o seu conteúdo, muitas são sonhos ainda não percebidos e outras tantas são experiências equivocadas que tratamos de trancá-las a fim de não magoar ainda mais o nosso ser.
Neste andar existe uma em particular, que deveria ser acessada com frequência por todos nós, onde se localizam as sementes do Eu Crístico, do ser perfeito criado pelo Pai. Assim encontramos as sementes do amor, da humildade, da mansidão, da serenidade, da gratuidade e muitas outras.
Gratuidade não é, portanto, privilégio de alguns, como poderíamos supor em resposta ao questionamento apresentado. O que me parece ocorrer é que diante de tantas salas e da forma como conduzimos a nossa vida: Era do imediatismo e do descartável, não dedicamos a devida atenção a preparar o solo a fim de podermos plantar as sementes que aguardam em estado de dormência.
Outras vezes misturamos as sementes desta sala com as dos vícios e assim vira uma bagunça. Outras vezes as lançamos ao solo, mas não nos dedicamos aos cuidados necessários a fim de que se devolvam e deem os frutos desejados.
Os vícios que como pragas não necessitam de um solo especifico, acabam por germinar e se alastram, causando prejuízo para as outras sementes, que necessitam de mais cuidado sufocando-as.
Amigos, ainda não somos capazes de vivenciar o Amor Fraterno e Universal, por nos faltar Gratuidade. Na verdade, a Gratuidade é responsável pelo desenvolvimento da serenidade, perdão, felicidade, enfim o ser integral.
Se não somos gratos pelo que temos no momento, por aquilo que mesmo deficitário somos no momento, não conseguimos avançar e progredir, pois sou incapacitado de perceber as oportunidades que se descortinam a todo instante, e o convite do Pai para recomeçar.
Para o exercício da Gratuidade em nossa vida os convido a iniciarem um diário onde todos os dias coloquem uma situação pela qual somos gratos, e após digamos mesmo que só mentalmente ao Pai e Toda a sua criação nosso “MUITO OBRIGADO”.
Com muito carinho digo Muito Obrigado a todos vocês por compartilharem conosco esse momento de singela reflexão.
Médium: Lúcia (Grupo Mediúnico Maria de Nazaré – CAVILE)
Espírito: Irmão Matheus (Colônia Espiritual Maria de Nazaré)

CARDS2169

•Curta e Partilhe↓

Comentários

Os comentários realizados nesse site não são armazenados em nosso banco de dados e podem ser excluídos diretamente na página da postagem.
*Note que para excluir o comentário será necessário encontrá-lo, clicar na caixa ao lado em seguida no botão excluir... Observando que só será possível excluir o comentário se o usuário estiver logado na mesma conta utilizada na hora que efetuou o comentário.

Política de Privacidade

Qualquer dúvida visite nossa Política de Privacidade: http://www.verdadeluz.com.br/politica-de-privacidade/